0 Shares 254 Views

Audiência pública apresenta “União da Vitória Smart City”

22 de maio de 2019
254 Views

 

A Câmara Vereadores de União da Vitória foi palco de histórica audiência pública na manhã desta terça-feira (21). Embora não fosse uma obrigatoriedade legal, o ato foi visto como que uma “questão de respeito” para com a população por parte da administração Santin Roveda/Bachir Abbas, haja vista que estava em tela, de maneira transparente, um dos assuntos mais importantes dos últimos tempos: a substituição de todo parque de iluminação pública do município em até 24 meses por lâmpadas de LED. É só isso? Obviamente que não.

Segundo o prefeito Santin Roveda, esta é mais uma daquelas ações tomadas à boca pequena e que traz benefícios imensos, sem custo algum para a população, mas que terá ainda mais qualidade de vida em União da Vitória. “Trabalhamos nessa ideia de cidade inteligente há mais de um ano, pois temos interesse em promover grandes situações como a da nova ponte, por exemplo. E sempre esperamos para anunciar quando a situação está concretizada”, afirmou Roveda.

Ele se refere ao fato de que no final de 2018, por meio de um conselho específico, a prefeitura elegeu o seu projeto de “Smart City”, ou seja, de “cidade inteligente”. Trata-se, segundo Roveda, de uma Parceria Público-Privada (PPP) que resultou em um dos mais modernos e revolucionários projetos para ações que vão além “da simples” substituição das lâmpadas. “São aberturas para inúmeros novos negócios de tecnologia que viabilizarão, por exemplo, através de uma rede de comunicação, o controle em tempo real das condições das luminárias, o videomonitoramento e até a cessão de Wi-Fi público gratuito em toda a extensão da rede”, explica.

O projeto diminuirá, também, severamente os gastos municipais com energia, aumentando a percepção de segurança em todo município.

Agora, a ata do Audiência Pública será devidamente registrada, ficando em aberto por mais 14 dias o prazo para consulta pública. Após este período será possível lançar o edital de licitação que, em se tratando de uma concorrência em âmbito nacional, poderá levar até 90 dias para a conclusão do trâmite. “Mas esperamos que se consolide o mais breve possível”, finalizou Santin.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.