por 10:06 Sem categoria

ASSEMBLEIA APROVA CRIAÇÃO DE FORÇA TAREFA NA REGIÃO DO LAGO DE ITAIPU

ASSEMBLEIA APROVA CRIAÇÃO DE FORÇA TAREFA NA REGIÃO DO LAGO DE ITAIPU

A Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira (11), em primeira discussão, projeto que lei do governador Roberto Requião que cria a Companhia Independente de Policiamento e Operações de Fronteira – Força Alpha. Com sede em Guaíra, a força tarefa vai combater, principalmente, o tráfico de drogas e de armas na região do Lago Itaipu e do rio Paraná, entre Foz do Iguaçu e Diamante do Norte, num raio de ação de 600 quilômetros.

“Além da região do Lago Itaipu, a extensão territorial compreende ainda as áreas de fronteira ao longo dos rios Paraná e Iguaçu, entre o Paraguai e a Argentina, na região da Tríplice Fronteira”, disse o governador Requião na mensagem enviada para Assembleia.

O projeto precisa ser votado em mais duas sessões – de terça-feira (11) e quarta-feira (12) – e segue para sanção do governador Requião. “Já há recursos, efetivo, equipamentos e condições necessárias para instalação desta força tarefa imediatamente”, disse o líder do Governo, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB).

ESPECIALIZADA – Romanelli adiantou que a compra do helicóptero autorizado pelo governador Requião nesta segunda-feira, já faz parte das aeronaves, embarcações, viaturas e equipamentos que serão utilizados na companhia.

“É uma força tarefa especializada, altamente equipada com aeronaves, lanchas, barcos e viaturas de grande porte para operações terrestres, aéreas, aquáticas e ribeirinhas nos 120 municípios das regiões Oeste e Noroeste”, disse Romanelli.
Além de helicóptero, a Força Alpha vai operar com 20 camionetes tração 4×4, dois caminhões tração 4×4, 15 motocicletas trail, duas lanchas e cinco barcos blindados de porte médio. Entre os armamentos estão metralhadoras ponto 40, carabinas táticas, carabinas ponto 40, fuzis de assalto e fuzis de longo alcance, além de fardamentos (especial de selva) para os tipos de operações propostas à força.

SELEÇÃO – O efetivo imediato será de 60 policiais e vai alcançar, num prazo de dois anos, 282 policiais militares que atuarão em cinco pelotões. A companhia será comandada por um major e dois capitães. Integrarão ainda a força policial, 11 tenentes (1º e 2º tenentes), dois subtenentes, 43 sargentos (1º, 2º e 3º sargentos), 53 cabos e 170 soldados.
“Foi feita uma seleção dentro da corporação. Os escolhidos farão um curso de um mês captando as condições específicas deste tipo de trabalho”, disse o comandante da PM do Paraná, coronel Anselmo José de Oliveira.

ATUAÇÃO – O deputado Dobrandino da Silva (PMDB), que tem base de atuação nas cidades lindeiras ao Lago Itaipu, disse que o Paraná dá mais um passo para contribuir, de forma significativa e efetiva, no combate da criminalidade na região de Itaipu. “Portos clandestinos usados para roubo de carro, contrabando, tráfico de armas e drogas estão com seus dias contados”, destacou.

“O mesmo vai acontecer com os marginais que ainda atuam na região”, completou Dobrandino. O deputado disse que a força tarefa pode atuar com as forças policiais de fronteira: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e os comandos da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com