por 11:50 Coronavírus no Paraná, Destaques, Paraná, Ratinho Junior

“As vacinas são seguras e fundamentais para vencer a pandemia” diz o governador

Em conversa exclusiva com a Associação de Diários do Interior (ADI), O Governador Carlos Massa Ratinho Junior, fala sobre o planejamento logístico do Estado para distribuição das doses e o início da campanha de imunização nos municípios. “As primeiras vacinas contra a covid-19 começaram a ser aplicadas no Paraná na semana passada. Elas chegaram nas 399 cidades na quarta-feira (20) depois de uma força-tarefa do Governo do Estado que envolveu aviões e caminhões refrigerados escoltados. Os primeiros grupos vacinados são profissionais de saúde, idosos asilares, pessoas com deficiência e indígenas.

De acordo com Ratinho Junior, as vacinas são seguras e serão fundamentais para vencer a pandemia de uma vez por todas. “As vacinas que estão chegando ao País são seguras e contam com respaldo de estudos internacionais e nacionais. O mundo inteiro tem batalhado por essas doses para que alcancemos imunidade coletiva e voltemos a viver menos angustiados. Estamos começando uma grande campanha de imunização em todo o Estado e contamos com a colaboração da sociedade”, reitera.

“Esse é um passo fundamental para a volta da normalidade, um alívio depois desses meses tão difíceis. Estamos desde o final do ano passado nos preparando para essa logística. O Estado tem 1.850 salas de vacinação, distribuiu quase 2 milhões de insumos secos, como seringas, agulhas, aventais, carteirinhas, reequipou o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) com novas câmaras frias e freezers, temos caminhões e contêineres refrigerados. Também temos uma rede de transporte aéreo muito eficiente”, disse.

Segundo o governador, a regionalização da saúde que o estado adotou desde 2019 permitiu atendimento célere. Isso tudo foi preparado antes da chegada da vacina. “Fizemos a primeira parte das 265 mil doses alcançar todos os 399 municípios em menos de 48 horas”, afirmou.

“E vimos a emoção dos primeiros vacinados, dos profissionais de saúde que estão desde o começo dessa crise na linha de frente. O Paraná deve muito a eles” enfatizou Ratinho Junior “Queremos vacinar 4 milhões de pessoas dos nossos grupos prioritários o mais breve possível”, completou.

O governador, lembrou que mesmo com a vacinação, é preciso que a sociedade colabore, continuando com as medidas de prevenção, ” É preciso continuar com as três medidas de proteção: uso de máscara, evitar aglomerações e as medidas de higiene. Assim vamos diminuir os índices de contágio e aumentar a cobertura vacinal”, alerta.

Fechar