por 10:35 Sem categoria

Arte para um mundo melhor

Projeto desenvolvido pela Casa do Teatro e a Itaipu Binacional, realiza atividades de arte-educação nas escolas do município.

O ano letivo das escolas públicas começou com muita criatividade e aventura. Pelo menos, naquelas que estão sendo visitadas pelo Projeto Opakatu, comboio que promove atividades gratuitas de arte-educação, cultura e cidadania, dirigidas a crianças, adolescentes e jovens.

As crianças que freqüentam desde a pré-escola até a 4ª série do ensino fundamental, estão recebendo a peça de teatro “Amigos do Planeta” e a encenação dramática da arte de contar histórias “Efigênia Cara e Coroa, respeitar os direitos é uma boa!”. A peça de teatro aborda de forma lúdica a importância da preservação do meio ambiente e dos recursos naturais para as futuras gerações, especialmente, a água. Já a contação de histórias trata dos direitos das crianças e adolescentes consagradas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

 Durante as apresentações, os espectadores interagem com os atores, contribuindo para derrotar a vilania das personagens que querem roubar toda a água do planeta para poder comercializá-la e obter lucros.

Através do espetáculo “Amigos do Planeta”, os estudantes refletem, ainda, sobre os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, conjunto de oito metas estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) e assumida pelo governo brasileiro, para elevar as condições de vidas dos povos.

Como explica Ednéia Dias, atriz e pedagoga do projeto, os adolescentes e jovens do ensino fundamental e médio participam do módulo Rodas de Conversa, onde discutem situações quotidianas através de jogos, exercícios e atividades artísticas. Nesta etapa do Projeto Opakatu, o objetivo é disseminar o conceito de cultura de paz como forma de negação e prevenção de todas as formas de violência, promover o entendimento entre as pessoas, combatendo todos os tipos de preconceito, racismo, xenofobia e discriminação e estimular a participação social e comunitária da juventude.

Para a diretora da Casa do Teatro, instituição responsável pela execução do projeto, a arte e a educação tornaram-se temas inseparáveis enquanto instrumentos para a formação integral das pessoas. “Ao elevar o conhecimento e as informações dos estudantes por meio da arte, estamos contribuindo com a qualificação dos processos formais de educação. Ao tratar de temas de interesse de toda a sociedade, estamos convencidos de que promovemos a cidadania de nossas crianças e jovens”, pondera a atriz.

Para agendar uma visita do projeto em escolas e comunidades, basta entrar em contato com a equipe da Casa do Teatro, através do telefone (45) 3572-1473.

 HISTÓRIA – Reunindo uma equipe formada de artistas e pedagoga, veículo adaptado de equipamentos, materiais artísticos e pedagógicos, o programa percorre as instituições de ensino localizadas na cidade. Instituído ainda no ano de 2004 e denominado “Fronteiras: arte-educação nos bairros”, as apresentações do programa já alcançaram 130 mil pessoas.

O Projeto Opakatu, realizado por meio da parceira entre a Casa do Teatro e a Itaipu Binacional, conta com o apoio institucional da Secretaria Municipal de Educação e do Núcleo Regional de Educação e se tornou no mais efetivo e duradouro projeto de arte-educação existente no município.

A palavra Opakatu foi tomada emprestada dos povos guaranis, habitantes originários da região, para simbolizar o todo, o conjunto, o espaço coletivo e de partilha de vivências e experiências da riqueza diversidade cultural da gente da fronteira.

 A equipe:

 Coordenação geral: Arinha Rocha

 Elenco: Agnelo Rocha, Ednéia Dias, João Albuquerque e Sabrina Bomdia

 Imagem e som: Júlio Fornari

 Apoio: Paulo Bogler

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com