Escrito por 11:45 Curitiba, Justiça

Além de Fabiane Rosa, Curitiba tem mais vereadores suspeitos de ‘rachadinha’

Compartilhe

Embora sejam conduzidos no Ministério Público (MP) em segredo de Justiça, cinco casos recentes, além do de Fabiane, ficaram conhecidos publicamente. O caso mais notório, porém, pode ter sido o do ex-vereador e ex-deputado estadual Aparecido Custódio da Silva, condenado a 9 anos de prisão por ter se apropriado 233 vezes de parte da remuneração de servidores em cargos de comissão, de 1993 a 2000, totalizando R$ 1,5 milhão desviados.

O caso mais conhecido e o único até agora a resultar em punição dentro do Legislativo municipal é o da também ativista pelos direitos dos animais Katia Dittrich (Solidariedade). A denúncia veio à tona no segundo semestre de 2017, primeiro ano da atual legislatura, e partiu de seis assessores.

 

Leia mais na Tribuna

 

Close