por 11:28 Sem categoria

Afogando em números

O colunista da tradição, família e propriedade, Celso Nascimento, entrou em depressão profunda com as últimas pesquisas. Ficou estarrecido com as cada vez mais prováveis reeleições de Lula e Requião no primeiro turno. Tentou explicar o desânimo na ponta do lápis. Coitado, “misturou fé com matemática” e só fez confusão.

Descontou do eleitorado – que é de 7.121.257 – 16% por conta das abstenções. Mas usou os números da pesquisa estimulada que não descontava os votos brancos, nulos e os que não responderam. Calculou que Requião teria hoje 2.580.000 votos e Osmar 1.560.000.

O que o Ibope apontou foi que Requião tem 43% do total de eleitores, ou 54,43% de votos válidos. Isto dá 3.062.140 para o governador. Osmar teria 26% do total ou 32,91% dos válidos, ou seja, 1.851.526. A diferença entre ambos é de 1.210.614.

Levando em conta as abstenções, os votos nulos e em branco das eleições de 2002, teríamos 5.415.424 votos válidos em 2006. Neste caso, Requião teria 2.947.615 e Osmar 1.782.216. A diferença seria de 1.165.398. Ou seja, a TFP e o lernismo têm bem mais de um milhão de motivos para se descabelarem enquanto os dias passam.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com