Escrito por 10:09 Curitiba, Justiça

Acusados de matar advogado e queimar seu corpo em Curitiba são condenados a penas de até 28 anos e seis meses de reclusão

Compartilhe

Quatro homens denunciados pelo Ministério Público do Paraná por envolvimento no homicídio de um advogado ocorrido em novembro de 2017, em Curitiba, foram condenados pelo Tribunal do Júri da Região Metropolitana da Capital nesta quarta-feira, 10 de fevereiro.

Dois réus foram condenados por homicídio qualificado, associação criminosa armada e destruição de cadáver, recebendo penas de 28 anos e 6 meses de reclusão, além de 112 dias-multa, e de 24 anos, 10 meses e 15 dias de reclusão, bem como 96 dias-multa. A condenação do terceiro envolvido foi por homicídio qualificado e associação criminosa armada, com pena de 23 anos, 4 meses e 15 dias de reclusão, e o último denunciado recebeu pena de 1 ano, 2 meses e 12 dias de reclusão por associação criminosa armada.

Segundo as investigações, a vítima, então com 28 anos, foi contratada pelos quatro homens para fazer a defesa deles em Juízo por situações delituosas em que haviam se envolvido. Houve, porém, divergências em relação à prestação de serviços, e por esse motivo o grupo atraiu o advogado para uma emboscada, com o intuito de matá-lo e assim se vingar. Após o assassinato, o corpo do advogado foi transportado em seu carro para outro local da cidade, onde os criminosos atearam fogo no veículo, que ficou destruído, assim como o cadáver.

Close