por 14:08 Sem categoria

A ÉTICA E A VERGONHA

A ÉTICA E A VERGONHA

Edson Feltrin

É de conhecimento público que a prefeitura municipal de Curitiba é palco, nos últimos tempos, de escândalos e mais escândalos. Não passa um dia sequer, sem que, a mídia local não divulgue mazelas  envolvendo setores da aministração municipal. Hoje, por exemplo, páginas inteiras de jornais  falam sobre a calamidade do lixo na cidade. Inclusive, entidades do movimento social fizeram passeata ontem na região do Caximba, onde são depositados os detritos, sem que, a prefeitrua, por pura incompetência não consegue dar solução a este grave problema.
 
Mas, gostaria, neste espaço, de me reportar ao acontecimento de Páscoa, em Foz do Iguaçu, em luxuoso hotel onde "as eminências pardas" do poder se deliciaram de "belíssimo" final de semana, com certeza, sem a necessidade de, como os mortais comuns, terem  de arcar com despesas tão milionárias.
 
Estiveram no cinco estrelas "Hotel Mabu" (de propriedade de Alberto Abujanra, que entre outras coisas, é proprietário também, da "Datapron" – empresa que detém os maiores contratos do ICI- Instituto Curitiba Informática, sem contar é claro, os contratos milionários que  detém na Urbs – Urbanização de Curitiba S/A), os seguintes convidados especiais: Ezequias Moreira e família (ex-chefe de gabinete de Beto Richa, homem que, nos bastidores "porões do poder" exerce grande influência), Luiz Abid e família ( primo de. Beto Richa, homem de confiança do prefeito, gira por todos os setores da prefeitura ,cuidando dos "negócios"  da PMC), Luciano Ducci  e família. Luciano  como é de conhecimento, além de vice-prefeito, também exerce o importante cargo de secretário municipal da saúde.

E, para concluir a lista de "personalidades especiais", no convescote de Páscoa estiveram também: Enio e Eron Cunha, donos de empreiteira Empo, cuja empresa detém os maiores contratos de "obras públicas" da cidade.
 
A prefeitura de Curitiba vive as voltas com escândalos e, os donos do poder perderam totalmente a compostura, para não dizer que, perderam mesmo é a vergonha. pois, é inadmissível que "personalidades" detentoras do poder de decisão na esfera pública municipal, se juntem, sem o menor escrúpulo, àqueles que ,ostentam os maiores interesses econômicos  na adiministração municipal.
´
A ética, para esses personagens perdeu o significado. Ou seja,  eles desprezam  totalmente a capacidade alheia de perceber, cobrar e denunciar posturas inconcebíveis como essas ocorridas no final de semana em Foz do Iguaçu, onde a ética cedeu lugar a vergonha.
 
Prefeito Beto Richa, os escândalos em sua administração se multiplicam, como se multiplicam os gafanhotos que rondam as lavouras e o dinheiro público. Não é hora de dar um basta à vergonha e priorizar a ética.
 
Edson Feltrin, adovogado e secretário do PSDB de Curitiba.

Fechar