por 16:00 Destaques

“A esperança é de um final de ano muito mais livre que em 2020”, destaca infectologista da Prefeitura

O avanço da vacinação contra a covid-19 em Curitiba, que já imuniza a população em geral abaixo de 60 anos, traz a esperança de que as Festas de Final de Ano em 2021 sejam diferentes das do ano passado. A opinião é da infectologista da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, Marion Burger, que deixou ressalvas de que, além da imunização em massa, as medidas de distanciamento social e uso de máscaras serão necessários até se ter um controle total da situação.

“A minha esperança é de um fim de ano mais livre do que foi em 2020, mas até lá ainda teremos uma grande jornada para a normalidade. A gente espera uma população imune e mais protegida, mas sozinha ela não é a prevenção. Devemos por um tempo ainda evitar aglomerações, deixar os ambientes arejados e usar máscaras, que são fatores para você prevenir novos picos da doença”

Informações Banda B

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com