por 10:04 Sem categoria

A cruz de Alvaro

O senador Alvaro Dias deve se arrepender até o último fio de seus cabelos implantados daquele 30 de agosto de 1988. Em frente ao Palácio Iguaçu, o desatino da PM levou a um protesto do professorado ser dispersado na base da borduna, por uma carga da cavalaria ligeira. De lá para cá, todo ano a categoria relembra o ato com um dia de protesto. Há 18 anos. A trapalhada rendeu ainda à gestão de Alvaro (1987-1990) o slogan maldoso de "um governo do cacete". Cruzes! – da Revista Capital.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com