0 Shares 1569 Views

76% das cidades do Norte Pioneiro não tiveram homicídios no 1º trimestre de 2019

23 de maio de 2019
1569 Views

 

O deputado Romanelli (PSB) destacou nesta quinta-feira, 23, que 36 das 47 cidades da mesorregião do Norte Pioneiro não tiveram homicídios no primeiro trimestre de 2019, conforme levantamento da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária. “Isso significa que 76,5% das cidades do Norte Pioneiro não tiveram qualquer registro de homicídios. E mostra também que apesar de todas as adversidades que enfrentamos neste momento de crise econômica, o povo da nossa região é ordeiro, de paz e trabalhador”, disse Romanelli.

“Em se tratando de segurança, nós estamos sempre precisando de mais efetivos policiais, mais viaturas e equipamentos. No Norte Pioneiro não é diferente. Mas as forças de segurança, as polícias civil e militar, com aquilo que dispõem, desenvolvem um trabalho digno de registro, empenho e capacidade de resolução. Estão de parabéns”, completou Romanelli.

Em todo o Estado, dos 399 municípios, 273 não registraram homicídios no trimestre, ou seja, não houve assassinatos em 68% das cidades paranaenses. De acordo a Sesp, os números apontam uma redução de 32% no número de homicídios dolosos no primeiro trimestre de 2019 em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram registrados 381 casos de homicídios dolosos no Paraná entre janeiro e março de 2019, ante 558 do mesmo período de 2018.

Amunop e Amunorpi – Nas duas regiões do Norte Pioneiro – Amunop e Amunorpi – os números são expressivos. Das 19 cidades da Amunop, apenas três tiveram homicídios, ou seja, 84,2% das cidades não registraram qualquer assassinato. Na Amunorpi, das 28 cidades, oito registram homicídios, um porcentual de 71,4% das cidades livres desse tipo de ocorrência.

A maior redução no Estado ocorreu na região sudeste, na área integrada de São Mateus do Sul, com queda de 90% nos casos. Do total de 23 áreas integradas de segurança pública, 16 obtiveram números reduzidos de crimes como esses no período.

Em entrevista à imprensa, o secretário Luiz Felipe Carbonell (Segurança Pública) atribuiu os números ao trabalho integrado entre as polícias civil e militar. “Tivemos um emprego mais eficaz da inteligência, com a soma de maior policiamento nas ruas e incremento nas investigações”, disse.

Cidades da Amunorpi sem registro de homicídios: Abatiá, Barra do Jacaré, Cambara, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Figueira, Guapirama, Jaboti, Japira, Joaquim Távora, Jundiaí do Sul, Pinhalão, Ribeirão do Pinhal, Salto Itararé, Santo Antonio da Platina, São José da Boa Vista, Tomazina e Wenceslau Braz.

Cidades da Amunop sem registro de homicídios: Assaí, Bandeirantes, Congonhinhas, Itambaracá, Leópolis, Nova América da Colina, Nova Fátima, Nova Santa Barbara, Rancho Alegre, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Mariana, Santo Antonio do Paraíso, Sapopema, Sertaneja e Urai.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.