por 09:45 Assunto

Coluna Boca Maldita desta quarta, 03

plenario alep2007

Alep tem 7 deputados-candidatos
Faltando três dias para o encerramento das convenções municipais, para os partidos indicarem os candidatos a prefeito, vice e vereadores, pelo menos sete deputados já confirmaram suas candidaturas a prefeito de seus respectivos domicílios eleitorais. A capital Curitiba é o município que concentra o maior número de deputados candidatos: Requião Filho (PMDB), Tadeu Veneri (PT), Ney Leprevost (PSD) e Maria Victoria (PP).

No Oeste
A lista de deputados já confirmados como candidatos é completada com parlamentares com base no Oeste do Paraná. Em Cascavel são dois – Leonaldo Paranhos (PSC) e Márcio Pacheco (PPL). Em Foz do Iguaçu, o PSD confirmou no final de semana o nome do deputado Chico Brasileiro.

Deputados vices
O número de deputados-candidatos poderá aumentar, caso o SD indique Felipe Francischini como vice na chapa de Maria Victória e Stephanes Júnior (PSB), na chapa do ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN).

Esposas vices
A disposição em participar do pleito deste ano não se restringe aos parlamentares. Pelo menos três esposas irão concorrer como vice-prefeita. São elas: Jeanne Kato do PSD de Paranavaí, esposa de Teruo Kato, suplente de deputado federal pelo PMDB; Akemi Nishimori do PR de Maringá, que é esposa do deputado federal Luiz Nishimori e Roseli Bier do PMDB de Marechal Cândido Rondon, esposa do deputado estadual Ademir Bier (PMDB).

O vice do PT
O PT de Curitiba escolheu o advogado Nassen Allan para vice na chapa de Tadeu Veneri. Ele é sócio da atual vice-prefeita, Mirian Gonçalves. “A força das circunstâncias, a vontade de ajudar no processo de reconstrução das bases sociais do partido, além da capacidade, seriedade e confiança que inspiram Tadeu Veneri, me fizeram aceitar o convite”, disse. O PT deverá marchar sozinho no pleito.

Continua preso
Não está fácil a vida do ex-deputado federal André Vargas (ex-PT). Por unanimidade o STF negou ontem seu pedido de habeas corpus. Ou seja, ele continua preso preventivamente desde abril do ano passado em Curitiba em decorrência da Operação Lava Jato. O relator, o ministro Teori Zavascki, considerou que, caso solto, há o risco de ele voltar ao crime.

Culpados da crise
O Instituto Paraná Pesquisa divulgou ontem levantamento revelando que, para a população, os governos Lula e Dilma (PT) e a Operação Lava Jato, são os maiores culpados pela crise política e econômica do Brasil. A pesquisa ouviu 2.020 eleitores de 20 a 23 de julho, em 158 municípios de 24 Estados.

Crise II
Na pesquisa, Instituto perguntou ainda sobre a crise política que, para 26% a culpa é do Lula, da Lava Jato para 23,8% e de Dilma para 23,4%. Já a crise econômica, a culpa é de Dilma para 34,4%, de Lula para 25,9% e da Lava Jato para 16,8%.

Condenada
Ainda sobre o levantamento da Paraná Pesquisa, 64,8% dos entrevistados dizem que a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) deve ser condenada no processo de impeachment a ser julgado até setembro no Senado. Para 31%, a petista deve ser absolvida.

Fechar