0 Shares 184 Views

Bancada federal quer evitar vetos às emendas paranaenses

22 de outubro de 2013
184 Views

2210almeida

A bancada paranaense no Congresso corre para evitar mais perdas de investimentos devido à discriminação que o Estado vem sofrendo do governo federal nos últimos anos. Os deputados federais e senadores se reúnem nesta terça-feira, 23, para definir as emendas de bancada ao Orçamento da União de 2014. Segundo o deputado Marcelo Almeida (PMDB), coordenador da bancada, saúde e infraestrutura devem ser as áreas prioritárias, com especial foco no Porto de Paranaguá.

A bancada sofre resistência na liberação de emendas e culpa a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil). Para se ter uma ideia, os investimentos federais ao porto teve uma emenda da bancada, no valor de R$ 80 milhões, para dragagem, mas foram contigenciados. “Quem vem barrando a emenda é a ministra Gleisi Hoffmann, que é quem decide se libera ou não o dinheiro”, confidencia um deputado.

Neste ano, ficou definido um novo processo de indicação de emendas. Ao contrário dos anos anteriores, quando todos os parlamentares apresentavam as emendas de maior interesse de suas regiões e colocavam em votação, a ideia é compatibilizar as áreas prioritárias para o desenvolvimento do Estado com os programas estruturais do Governo Federal ou que pouco ou nada receberam de investimento. “Assim, poderemos ser mais efetivos na liberação desses recursos no próximo ano e beneficiar todo o Estado de maneira geral”, defende Almeida.

Mais notícias para você: