por 11:25 Brasil, Justiça, Política

Requião e Alvaro defendem Fachin

fachin

Os senadores Roberto Requião e Alvaro Dias saíram em defesa do ministro Edson Fachin, que foi voto vencido ontem na sessão do Supremo Tribunal Federal sobre o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Para Requião, o voto de Fachin “obedeceu à Constituição brasileira”. Já Alvaro postou, em seu portal, um texto no qual diz que, com seu voto, o Fachin “afastou qualquer suspeita sobre sua honradez e competência na análise dos preceitos da Constituição Federal”. As informações são de Roseli Abrão.

Para Alvaro, o ministro, que foi duramente criticado na semana passada, “reverteu as críticas com trabalho, calma e altivez”.

— Quando o ministro suspendeu procedimento do impeachment, foi muito criticado por aqueles que viram no seu gesto uma oposição à tese do impedimento da presidente Dilma. O que se vê agora é que aquela suspeita não se fundava na realidade, portanto, precisamos fazer justiça à personalidade do ministro, à sua dignidade, honradez, competência e talento.

O voto do ministro Fachin pode ensejar opiniões contrárias. A meu juízo, o voto de Fachin é irretocável, e mostra que a única pressão ele aceita é a pressão da Constituição Federal. A sua postura de independência e de autonomia o dignifica numa hora de nervosismo político latente. O ministro Edson Fachin se comporta com a altivez de quem foi empossado no STF para respeitar a Constituição do País, afirmou Alvaro.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com