0 Shares 198 Views

Para manter contratos de TV, presidente da Conmebol recebia US$ 50 mil/mês

30 de dezembro de 2015
198 Views

figueiredo

De acordo com a justiça uruguaia, o ex-vice-presidente da Fifa e presidente da Conmebol Eugenio Figueredo recebia US$ 50 mil por mês ilegalmente de empresas que comercializavam direitos desportivos.

Extraditado da Suíça, onde ele foi preso em maio, Figueredo se apresentou à corte de Montevidéu na última quinta-feira, onde, de acordo com o promotor encarregado do caso, Juan Gomez, reconheceu os casos de corrupção dentro da Conmebol e foi imediatamente levado sob custódia. As informações são do UOL Esporte.

De acordo com as provas recolhidas”, escreveu a juíza encarregada do caso Adriana de los Santos no site do Ministério da Justiça do Uruguai, “Figueredo recebeu grandes somas de dinheiro de empresas que comercializavam os direitos desportivos de várias competições de futebol.”

Segundo o relatório de De los Santos, “além do salário de US$40 mil como presidente da Confederação Sul Americana de Futebol, ele recebia a soma de US$ 50 mil por mês de empresas em troca da atribuição de direitos de TV de torneios Sub-20 e Sub-17.”

Figueredo admitiu, ainda ter recebido mais de US$ 400 mil da empresa Full Play Group SA de marketing esportivo para a manutenção de contratos, usando de “estratagemas e enganos, em detrimento dos clubes uruguaios e de futebolistas profissionais.”

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.