por 11:03 Sem categoria

Os Tucanos resolveram mostrar as asas

Os Tucanos resolveram mostrar as asas

Golpe! Exatamente isso que estamos vivenciando na atual conjuntura política iguaçuense. Parece estranho, nos remete à 64, ao Golpe Militar. Dessa vez não é militar, mas é de direita. É o golpe dos imperialistas, neo-liberalistas, defensores dos direitos da burguesia e contra os direitos do povo.

São eles que estão tentando derrubar o prefeito Paulo MacDonald Guisi. Este, ao contrário da antiga administração de sobrenome Silva, trabalhou a favor do povo. Construiu escolas e melhorou o sistema de saúde.

Todos devem estar lembrados de quando a duas semanas atrás o vereador Djalma Pastorello do PSDB, entregou umas fitas à imprensa local, com gravações feitas dentro da sala do então secretário de Comunicação, Adelin. O conteúdo das gravações seria um suposto assédio moral do prefeito a um servidor público. Mas as fitas não mostram cenas repressivas, e sim um diálogo passivo que questiona algumas ações desse servidor em questão.

Com essa “denúncia”, diga-se de passagem, feita com as fitas que foram roubadas da prefeitura, a oposição tentou mostrar um prefeito falso e corrupto. Mas não convenceram muito.

É um tanto estranho que quatro meses antes das eleições municipais estoure essa bomba não? Percebendo o bom trabalho que vem sendo feito pela atual administração se comparado à anterior, e os avanços atingidos na cidade.

Dá pra se imaginar o desespero desses candidatos ao cargo de prefeito que chegaram ao ponto de se unir e armar todo esse circo para pedir uma cassação em um momento muito estratégico para os grandes líderes da direita opressora. Lembrando que os partidos em questão são PMDB, do ex-prefeito Sâmis da Silva, PSB, do candidato ao cargo, Renni Pereira e PSDB, do atual presidente da Câmara Municipal, Carlos Juliano Budel. As aves estão solta na casa de leis.

Os íntegros vereadores Porf Sérgio, Mogênio e Neuso Rafagnin são os três responsáveis pela comissão de cassação ao prefeito e precisam de votos à favor da idéia de defender os direitos de uma minoria privilegiada.

Mais um detalhe importante: essa gravação foi feita em 2005, há três anos atrás. Quem teve acesso a esses documentos foi um ex-cargo comissionado da prefeitura que trabalhava na imprensa e se utilizou do fácil acesso à essas informações para dar sustentação o golpe.

Por que, se é um crime tão grave como estão dizendo, resolveram soltar a bomba faltando quatro meses para as eleições? Talvez na incapacidade de fazer política com dignidade acharam necessário começar um desgaste desde já para se promover às custas de denúncias sem consistência.

Uma gravação que questiona os motivos de um servidor municipal ter usado os computadores públicos para acessar sites indevidos é o suficiente pra pedir a cassação do mandato de um prefeito que trabalhou quatro anos a favor do bem estar da população?

Somos capazes de questionar e pedir explicação do que fazem com a nossa cidade todos os dias. Não podemos cruzar os braços frente à TV e ficarmos esperando que as coisas aconteçam. Depende de nós, enquanto juventude politizada que somos, questionarmos e mudarmos essa situação. Não vamos deixar que meia dúzia de vereadores de oposição golpista transformem nossa cidade num circo!

Fechar