Written by 19:30 Brasil, Eleições 2016, Justiça, Paraná, Politica

Justiça eleitoral investiga denúncia de crime eleitoral em Rio Bonito do Iguaçu

rio-bonito-do-iguacu

Fernando Tupan

Em Rio Bonito do Iguaçu, na região centro-sul do Estado (370 km de Curitiba), a Justiça eleitoral vem recebendo denúncias de suposta irregularidade eleitoral, com abastecimento de veículos de forma gratuita, em um posto de gasolina no centro da cidade. O candidato a prefeito Ademir Fagundes “Gaúcho”, da Coligação “Mãos Limpas” (PHS) éo alvo das denúncias que foram registradas pelo aplicativo “Pardal” do TSE, sob os protocolos 201600830 e 201601067.

Na denúncia, foram anexadas imagens e filmagens da intensa movimentação de veículos com adesivos do candidato em um posto de gasolina, o que chamou atenção da coligação adversária, do candidato Rildo Safraider (PR), que denunciou uma suposta irregularidade eleitoral para o Ministério Público Eleitoral (MPE) e a Justiça Eleitoral da Comarca de Laranjeiras do Sul e aguarda decisão.

Segundo informações, o candidato Gaúcho é empresário, reside há 31 anos no município vizinho de Laranjeiras do Sul e tenta pela primeira vez se alçar a prefeito de Rio Bonito do Iguaçu.

O município é conhecido por ter os dois maiores assentamentos do MST na América Latina em extensão (Marcos Freire e Ireno Alves), localizado nas antigas terras da Fazenda Araupel, onde se concentra a maioria dos eleitores no município. Segundo a denúncia, os eleitores vão até o posto de gasolina abastecer seus veículos e sem cobrança de valores.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Close