Written by 17:36 Foz do Iguaçu e Região

Emoção na entrega do conjunto Residencial Grande Lago em Foz

Emoção na entrega de do conjunto Residencial Grande Lago em Foz

O prefeito Reni Pereira (PSB) e a vice Ivone Barofaldi (PSDB), a primeira dama e deputada Claudia Pereira (PSC), junto com representantes da Câmara de Vereadores e dos governos do Estado e Federal, realizaram sábado (19) a entrega do Residencial Grande Lago, com 296 apartamentos.

O empreendimento teve investimento de R$ 18,6 milhões numa parceria da administração municipal ( Fozhabita), da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e do Banco do Brasil.

Valdete de Lima Barbosa emocionada recebeu a chave do seu novo lar: “Vem amor, vem a família, meu Deus , vem meus filhos, gente agora é outra historia, é uma nova historia a emoção é muito grande. Em 47 anos é a primeira vez que tenho uma casa, e aqueles que ainda não ganharam não percam a fé porque vão conseguir com certeza”, disse ela, com os olhos lacrimejando.

Cada imóvel possui 40 m² e recebeu subsídios do governo estadual no valor de R$ 3 mil por apartamento, como forma de reduzir o financiamento pago pelas famílias, que ganham até R$ 1.600 ao mês. Elas pagarão parcelas equivalentes a 5% da renda mensal, o que varia de R$ 25 a R$ 80.

O prefeito Reni apresentou, na solenidade, novas iniciativas que devem melhorar ainda mais a situação dos moradores do bairro. “Estamos investindo em infraestrutura para atender às novas demandas da população, com transporte público e a ampliação da avenida de acesso ao conjunto habitacional, vamos trazer o desenvolvimento para essa região.”

Reni parabenizou os trabalhadores responsáveis pela obra, a equipe do Fozhabita e também agradeceu a parceria do governo do estado, do banco do Brasil e dos vereadores presentes na solenidade.

A deputada estadual Claudia Pereira classificou o projeto como uma forma de resgatar a dignidade das famílias. “São apartamentos com a qualidade que vocês merecem. Aqui está um exemplo que vai para o Brasil inteiro, que é possível sim, uma administração pública, um governo, fazer o diferencial”.

“Durante a nossa caminhada, tenho encontrado pessoas e pude conhecer a história dessas pessoas, e uma delas é a Elisângela, que tem uma luta muito grande. Hoje ela é assistida pelo Patronato Municipal, onde se capacitou aprendeu uma profissão. A Elisângela é carpinteira e trabalhou em obra como muito homem, é uma lutadora, uma guerreira e hoje está realizando o sonho de ter a sua casa própria”, salientou a deputada.

“O patronato me ajudou muito, e eu tenho só a agradecer. Hoje estou aqui para receber a chave da minha casa própria. É a realização de um sonho, eu estou muito feliz. Minha luta foi grande, mas graças a Deus a vitória chegou. Os apartamentos são lindos demais, nota 10”, comemora Elisângela Ramos.

A vice-prefeita Ivone Barofaldi, falou da emoção na entrega das chaves. “Essa emoção não é só de vocês, todos nós estamos emocionados. Vocês estão recebendo um apartamento que foi construído com muito carinho e esse modelo não existe muito fácil no Brasil, vocês não tem só uma casa , vocês tem um condomínio , um conforto, vocês tem dignidade. Que todos sejam abençoados por Deus e que sejam muito felizes na casa nova”, disse a vice-prefeita.

A família da dona de casa Tatiana Sznimanski, 26, morava com o marido e dois filhos em um barraco de madeira improvisado em um local irregular. “Teve um dia de muito vento que acabou destelhando a casa e molhando tudo”, conta Tatiana. Com as chaves do novo lar em mãos, ela vislumbra um futuro melhor para toda a família. “Daqui pra frente vamos ter mais conforto e principalmente segurança”, finaliza a dona de casa.

O Representante do Banco do Brasil, superintendente Dirceu Tessaro, ressaltou a parceria com a administração municipal. “Parabenizo a todos pela conquista. Hoje vemos as famílias emocionadas, eu já participei de várias entregas mas confesso a vocês que não tão belas quanto este condomínio. Sei que essas coisas não são fáceis de acontecer mas com parceria, muita luta e com muito trabalho conseguimos realizar o sonho dessas pessoas e isso é gratificante”, citou.

 

O diretor superintendente do Fozhabita Valmir Griten ressaltou o tempo de espera das pessoas. “Entre essas 296 famílias, tem pessoas aqui que estavam aguardando a 10, 15 anos. Eu conheci uma senhora que estava a 40 anos na fila de espera. Hoje comemoramos o resgate social, a cidadania, o resgate da família. Vou confessar a vocês que o prefeito foi um dos que mais lutou para que esse condomínio saísse. Ele foi a Brasília, mudou o projeto para que vocês tivessem aqui o parquinho das crianças e todo este espaço de lazer. A equipe do Fozhabita , desde o primeiro tijolo que foi colocado aqui sempre esteve acompanhando essa obra, com muito cuidado e com muito carinho, destacou.

Reni salientou também o compromisso da administração municipal com os bairros do município. “Estamos cuidando do centro, mas também estamos cuidando dos bairros e esse bairro vai levar o nome de Bairro do Centenário, para lembrar que colocamos no centro da história de Foz do Iguaçu, os trabalhadores, que são os protagonistas da história da nossa cidade” e finaliza: “Pode ter no Brasil outro condomínio popular igual a esse, mas melhor que esse eu duvido, porque a mesma empresa que esta entregando esse condomínio para vocês, estão fazendo o mesmo projeto para a iniciativa privada”, disse.

O presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, reforçou o compromisso do governo estadual com o setor de habitação popular. “Estamos trabalhando para que as famílias mais carentes do Paraná continuem a contar com o apoio do poder público. Tem pessoas que a hora que chegam no poder esquecem que o poder vem do povo e nós temos obrigação de devolver ao povo esse poder , através de benefícios, de obras e principalmente de respeito. E é isso que está acontecendo aqui hoje. Vocês estão recebendo a casa de vocês, a tão sonhada casa própria. Estou impressionado com esse condomínio, e olha que e vejo obra todo dia. Sejam Felizes na casa nova” completa Lupion.

Cada imóvel possui 40 m² e recebeu subsídios do governo estadual no valor de R$ 3 mil por apartamento, como forma de reduzir o financiamento pago pelas famílias, que ganham até R$ 1.600 ao mês. Elas pagarão parcelas equivalentes a 5% da renda mensal, o que varia de R$ 25 a R$ 80.

(Visited 4 times, 1 visits today)

Close