por 08:05 Destaques, Michele Caputo, Paraná, Saúde

UFPR apresenta vacina em desenvolvimento

A reunião entre a frente parlamentar e os representantes da UFPR ocorreu de forma remota. Imagem: reprodução

Representantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) participaram na segunda-feira (29) de uma reunião com a Frente Parlamentar do Coronavírus, da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). 

O reitor da UFPR Ricardo Marcelo Fonseca agradeceu a oportunidade de interlocução com a bancada e enfatizou a estratégia da UFPR de oferecer uma alternativa vacinal viável e eficaz, com produção inteiramente nacional. Esclareceu também que hoje, entre as vacinas em desenvolvimento no Brasil, a da UFPR se encontra entre as cinco primeiras que alcançaram o atual estágio de pesquisa. 

Outro ponto abordado pelo reitor foi a importância da ciência no contexto da pandemia para esclarecer a população e oferecer soluções para a doença. “Em tempos de tranquilidade, ou de crise absoluta, a voz da ciência deve ser ouvida. Mais de 90% da produção de ciência e tecnologia estão dentro das universidades públicas. As respostas que o Brasil e o Paraná precisam estão nas universidades”, sintetizou. 

Recursos

Até o momento, a pesquisa recebeu aporte de aproximadamente R$ 230 mil pela Rede Vírus, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), além de outros R$ 40 mil em recursos próprios da universidade. De acordo com Emanuel Maltempi de Souza, os custos envolvidos podem chegar a R$ 30 milhões, considerando todas fases dos testes pré-clínicos e clínicos, baseando-se em pesquisas já finalizadas e no material publicado sobre o assunto. 

Durante a reunião, o coordenador da frente parlamentar, deputado Michele Caputo, salientou o “esforço heroico” dos pesquisadores em avançar nos testes com o valor obtido até agora. Caputo anunciou que a frente solicitará à mesa Diretora da Alep o aporte de R$ 2 milhões para incremento das pesquisas. 

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com