por 16:44 Assunto, Entretenimento

Thadeu lança “Poemas de amor ainda”

 

Um poeta na contramão da maré odiosa

O universo virtual aproxima a ciência da magia. Ele tem o poder de trazer os distantes, unir os contrários, ampliar conversas, dividir descobertas, desenrolar intrigas, aplainar discórdias e tantas outras coisas por vir que ainda não se sabe. Porém, em sua liberalidade, também permite a invasão deste espaço por uma ruidosa horda de odiadores profissionais sem limites, pisoteando em tudo e em todos. E que atire o primeiro kkk na testa do semelhante aquele que nunca se contaminou por essa psicosfera e acabou deixando lá ao menos uma nódoa raivosa impressa em silício. As informações de Roberto Prado no Portal Cultura 930.

Por estas e outras razões, Poemas de Amor Ainda já nasce de uma proeza extraordinária, ter sido concebido, quase integralmente, nos domínios da rede social Facebook. Pois o livro é fruto da paciente dedicação do poeta Antonio Thadeu Wojciechowski em, conscientemente ou não, tomar para si a tarefa de purificar em ondas de afeto o ambiente empesteado pelos tsunamis da vaidade, da inveja, da cobiça. Nesse trabalho de formiguinha, pedra por pedra, post a post, o poeta acabou erguendo uma pirâmide. Milhares e milhares de curtidas e coraçõezinhos depois, os poemas criados por Thadeu nesses anos, com paciência de monge, acabaram formando uma sólida unidade. E daí para o livro físico foi um pulo.

E a revolução começa pelo título, um aforismo zen que tem o dom de multiplicar sentidos. Pois, pensando bem, a frase “poemas de amor ainda” é uma pilha atômica, altamente concentrada, da qual podemos extrair múltiplos significados. Por exemplo, é uma afirmação de resistência, de quem insiste em cantar o amor, amor para sempre, zombando da eternidade. Mas também pode ser uma irônica pergunta do mundo ao poeta por ele persistir na missão: amor ainda?

E, já que falamos de um livro de poemas de amor, é preciso esclarecer que não se trata apenas de canções para casais enamorados, mesmo que esses estejam fartamente servidos. Nestas eras em que a produção das destilarias de ódio vem crescendo ano a ano, Poemas de Amor Ainda faz a revolução. Nele encontramos generosas doses de amor ao próximo, amor à natureza, amor à humanidade, amor ao conhecimento, amor à tolerância, amor à família e para completar amor, amor e mais amor ainda. Para fechar essa conta e nos deixar eternos devedores, em todas as páginas Thadeu mostra o amor pela arte da poesia, que faz desse livro uma verdadeira mina de sonoridades, assombros e descobertas, sob a cuidadosa batuta de um profissional na descoberta de belezas.

E,se não bastasse, é preciso creditar outra proeza a Antonio Thadeu Wojciechowski nesta sua mais nova obra: a enciclopédica variedade de temáticas abordadas. Do cosmos à conversa com amigos, da corajosa autoanálise à crítica social, do humor imprevisto ao terror absoluto, dos mistérios do planeta à saudade da mãe, de tudo se faz arte, a vitória do espírito sobre as doenças do tédio e da mesmice. Pois a revolução do amor não mata, mas ressuscita. Ainda.

Roberto Prado
Poeta, jornalista e publicitário

Serviço:
Lançamento do livro de Antonio Thadeu Wojciechowski,
Poemas de amor ainda.
Ilustrações e diagramação: Pryscila Vieira
Local: Jokers – Rua São Francisco, 164
Data: 20/09/2019
Horário: A partir das 20h
Show: Orquestra Sem Fim
Apoio: Prefeitura de Curitiba, Fundação Cultural, Lei de Incentivo, Editora Bernúncia e Uninter.

Fechar