por 09:25 Assunto, Coronavírus no Paraná

Terceira onda da Covid19 vem aí, garantem funcionários da Saúde

Nos corredores da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA) é dado como certo que uma terceira onda da Covid19 atingira o Paraná e o Brasil entre junho e julho. O temor entre funcionários da pasta se dá especialmente pelo ritmo lento de vacinação em todo o país e pelo sentimento de que o risco está menor entre a população.

“Quase tudo está funcionando normalmente, algumas prefeituras liberaram até baladas de forma velada. Muita gente nas ruas e em ambientes fechados sem máscara. Apenas uma pequena fatia da população ainda está fazendo algum tipo de isolamento social. Isso está refletindo na taxa de transmissão”, disse um alto funcionário da Saúde, que prefere não se identificar.

Em um mês, o Paraná e especialmente Curitiba registraram aumento da taxa de transmissão (TR). No estado, entre a primeira semana de abril e a primeira de maio, o índice foi de 0,74 para 0,99. Já na capital, a transmissão saltou de 0,66 para 1,06.

A taxa de transmissão serve como uma estimativa de como a doença se espalha entre a população. Quando o número é menor ou igual a 1, há queda no número de casos. Já quando é maior que 1, o aumento. Por exemplo: com taxa de transmissão igual a 2, 1 pessoa infectada com a covid-19 tende a transmitir a doença para duas outras pessoas. Já para uma taxa de transmissão igual a 0,5, a cada 2 pessoas infectadas com a covid-19, há transmissão da doença para uma outra pessoa.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com