0 Shares 202 Views

Telefônicas iniciam quinta (1º) mutirão de atendimento para sanar problemas

30 de julho de 2013
202 Views

As operadoras de telefonia móvel Oi, TIM, Vivo, Claro e Sercomtel iniciam nesta quinta-feira (1°) um mutirão de atendimento em todo o território do Paraná para resolução de problemas. Esse é um dos compromissos constantes do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com a CPI da Telefonia Móvel da Assembleia Legislativa no dia 19 de junho.

Simultaneamente ao mutirão, as operadoras devem realizar ampla divulgação nas emissoras de rádio e televisão, convocando seus clientes para comparecerem às lojas ou às agências dos Correios no caso de municípios onde não existirem lojas próprias ou terceirizadas – nos jornais os anúncios foram publicados no dia 25 de julho.

“Os consumidores devem aproveitar esse momento para resolverem seus problemas. As empresas têm cinco dias para receber e verificar a reclamação e mais cinco dias para dar uma solução”, explica o deputado Paranhos, que presidiu a CPI.

Até o dia 5 de agosto a CPI deve encaminhar às operadoras as mais de 15 mil reclamações que foram recepcionadas pela Central Móvel que percorreu o estado entre 8 e 29 de maio, período em que foram visitadas as cidades de Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Pato Branco, Guarapuava, Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Campo Mourão, Cascavel e Curitiba.

“Estamos finalizando o relatório e fazendo uma triagem das denúncias para enviar às operadoras apenas as queixas que dizem respeito a problemas pontuais, deixando de fora as reclamações sobre falta de sinal, cuja solução depende de outras ações, que também serão executadas”, enfatiza Jefferson Abade, coordenador geral da CPI.

A fiscalização do mutirão será feito pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa e pelos órgãos de defesa do consumidor, como Procon, OAB e Ministério Público. O deputado Paranhos lembra que, ao subscrever o documento, as empresas se comprometeram também a entregar à Comissão de Defesa do Consumidor, até o prazo de 31 de agosto, um plano de investimentos para o Paraná. “Nesse plano devem estar contemplados investimentos que representem uma melhora significativa do sinal em médio prazo”, avisa.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.