Escrito por 09:15 Brasil

Senado aprova adiamento por um ano de eleições municipais no Paraguai

Compartilhe

O Senado do Paraguai aprovou nesta quarta-feira (1º) o projeto que adia as eleições municipais previstas para 8 de novembro de 2020 e prorroga por até um ano os mandatos dos atuais intendentes (prefeitos) e consejales (vereadores). O país vizinho tem quase 500 quilômetros de fronteira com Mato Grosso do Sul e cidades separadas apenas por uma rua de municípios sul-mato-grossenses, como Pedro Juan Caballero, Ypejhú, Pindoty Porã e Salto del Guairá. As informações são do Campo Grande News.

Aprovado em sessão extraordinária, o projeto ainda precisa passar pela Câmara dos Deputados e foi votado por causa da pandemia do novo coronavírus declarada pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Em quarentena total até o dia 12 deste mês, o Paraguai tinha 69 casos confirmados de Covid-19 até ontem, mas teme proliferação da doença e colapso no sistema de saúde.

O projeto aprovado pelos senadores alterando o artigo 154 do Código Eleitoral também adia as convenções partidárias, previstas para 12 de julho deste ano. Se a medida for aprovada pelos deputados, os mandatos dos futuros prefeitos e vereadores paraguaios serão encolhidos de cinco para quatro anos – vão de 2021 a 2025.

“Vamos suspender as eleições internas dos partidos e as eleições municipais até a OMS declarar o fim da pandemia”, afirmou o senador Juan Darío Monges. Já o senador liberal Enrique Salyn Buzarquis foi contra o adiamento e considerou a decisão precipitada.

Close