0 Shares 194 Views

Reforma política: Sistema atual chegou ao limite, diz Anibelli Neto

9 de maio de 2015
194 Views

A Câmara Federal deverá concluir este mês as discussões e votação da esperada reforma política

anibelli neto comissao2006a

O atual sistema político e eleitoral brasileiro chegou ao limite da paciência da população. A avaliação é do deputado estadual Anibelli Neto (PMDB), que é presidente da Comissão Especial da Reforma Política da Assembleia Legislativa. “A reforma política é fundamental para que o povo volte a acreditar nos políticos e os enxergar como seus representantes legítimos”, disse.

Em entrevista ao jornal A Gazeta do Iguaçu, Anibelli Neto também falou sobre o trabalho da CE, que já promoveu diversas audiências com especialistas em legislação eleitoral e sociedade civil organizada. Ele também falou sobre o que acredita que possa ser aprovado neste projeto que está em discussão no Congresso Nacional.

Veja a seguir os principais trechos da entrevista:

A Gazeta do Iguaçu – O que é a reforma política e porque da sua necessidade?
Anibelli Neto – Reforma Política é a reforma nas regras do atual sistema eleitoral brasileiro. O nosso sistema chegou ao limite da paciência da população. Cada vez mais existe uma lacuna entre o povo e seus representantes. A reforma política é fundamental para que o povo volte a acreditar nos políticos e os enxergar como seus representantes legítimos. Hoje em dia é bonito falar que não lembra mais em quem votou.

Qual a maior dificuldade enfrentada para que aconteça a reforma no Brasil?
A cada dia aumenta o número de partidos, aumentando assim os interesses individuais em detrimento a um projeto coletivo, por exemplo.

Qual será a proposta prioritária da comissão para essa reforma?
Discutir com todos os segmentos da sociedade para que cada um possa dar a sua opinião e ao final, democraticamente, os membros da Comissão votem no que entenderem ser o melhor para todos.

Como será a participação da população?
Através do MP/PR, TJ/PR, TRE/PR, OAB/PR, entidades como IPRADE, Pró-Paraná, presidentes e lideranças partidárias, vereadores, prefeitos, deputados, centros acadêmicos, professores de direito eleitoral, etc. Estão sendo realizadas diversas audiências públicas, onde qualquer cidadão pode participar e, ao final, expor sua opinião.

Dentre os temas propostos da reforma, qual a sua opinião em relação ao sistema eleitoral e a reeleição?
Em minha opinião, às principais mudanças vem no sentido de acabar com as coligações proporcionais e com a reeleição para cargos executivos.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.