Escrito por 15:54 Brasil

Recursos para casas populares podem ter pago manifestantes

Houve flagrantes de pagamentos em dinheiro para que pessoas muito simples, chamados “mortadelas”, engrossassem manifestações lideradas por entidades como CUT e MST. A suspeita agora é que, além de dinheiro fácil do imposto sindical, pode ter sido usado verbas da modalidade “Entidades” do programa Minha Casa Minha Vida, que nos governos do PT rendeu R$1,03 bilhão a essas organizações. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. As informações são do Diário do Poder.

Meio secreto, o Minha Casa Minha Vida “Entidades” foi descoberto quando Bruno Araújo assumiu Cidades no início do governo Temer.

Mantida, a versão “entidades” do Minha Casa Minha Vida já custou ao País, só este ano, quase R$800 milhões (exatos R$797 milhões)

Se uma “entidade” obtiver desapropriação de área invadida, a Caixa financia obras no local. Isso pode estar estimulando novas invasões.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Close