0 Shares 274 Views

Recursos para casas populares podem ter pago manifestantes

26 de novembro de 2017
274 Views

Houve flagrantes de pagamentos em dinheiro para que pessoas muito simples, chamados “mortadelas”, engrossassem manifestações lideradas por entidades como CUT e MST. A suspeita agora é que, além de dinheiro fácil do imposto sindical, pode ter sido usado verbas da modalidade “Entidades” do programa Minha Casa Minha Vida, que nos governos do PT rendeu R$1,03 bilhão a essas organizações. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder. As informações são do Diário do Poder.

Meio secreto, o Minha Casa Minha Vida “Entidades” foi descoberto quando Bruno Araújo assumiu Cidades no início do governo Temer.

Mantida, a versão “entidades” do Minha Casa Minha Vida já custou ao País, só este ano, quase R$800 milhões (exatos R$797 milhões)

Se uma “entidade” obtiver desapropriação de área invadida, a Caixa financia obras no local. Isso pode estar estimulando novas invasões.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.