por 12:33 Sem categoria

Pugliesi denuncia “indústria do requerimento” na Assembléia

Pugliesi denuncia "indústria do requerimento" na Assembléia
 
“O trabalho desta Casa está sendo pautado, neste início de legislatura, pelos requerimentos de informação e discussão aos mesmos”, disse Pugliesi

 
“Nós temos serenidade e coragem para ver as coisas do jeito que elas são. Particularmente acredito que tudo tem que ser respondido. Agora, não podemos ficar reféns da nova indústria que surgiu no Paraná, a indústria dos requerimentos”. O alerta é do deputado Waldyr Pugliesi, líder do PMDB, em pronunciamento na Assembléia Legislativa nesta segunda-feira (19).

Para Pugliesi, o grande volume de requerimentos apresentados no início da legislatura e a tentativa de desgastar politicamente o governo do Estado, estão desvirtuando o trabalho dos parlamentares. “Tenho dito que perdemos muito tempo nesta Casa com centenas de pronunciamentos a respeito de requerimentos de informação”.

“Logicamente que o trabalho desta Casa está sendo pautado, neste início de legislatura, pelos requerimentos de informação e discussão aos mesmos”, declarou. O líder do PMDB aproveitou para descartar a possibilidade de orientação do Executivo para rejeitar requerimentos da oposição.

A informação pode ser constatada no relatório de atividades da Assembléia. Segundo o levantamento, dos 87 requerimentos protocolados este ano, 82,75% foram aprovados – a maioria dos pedidos apresentado é de deputados dos partidos da oposição.

Pugliesi contestou ainda a afirmação do deputado Marcelo Rangel (PPS), de que a bancada do PMDB recebeu ordem do Executivo para derrubar requerimento seu e que a vitória do mesmo mostrou que o Paraná ainda tem um parlamento. “Agora, imagine o disparate, o despautério quando analisa que se o requerimento dele não tivesse sido aprovado, nós não teríamos parlamento. Parece que ele está com a síndrome do voto limpo do PPS. Votou no PPS é bom, não votou não presta”, afirmou.

Independente – Pugliesi encerrou o pronunciamento dizendo que a bancada do PMDB não se ajoelha diante de ninguém, “inclusive do governador (Roberto) Requião, que é o nosso amigo e nosso companheiro. Ganhamos à eleição e estamos aqui defendendo o governo que saiu legitimado, mais uma vez, pelo resultado das urnas”.

“Nós aqui, do PMDB, somos governo como já fomos oposição, mas não podemos ter uma visão singular, paroquial das coisas”. Pugliesi lembrou ainda que, enquanto secretário dos Transportes em vários momentos precisou mobilizar toda equipe de servidores para atender requerimentos da oposição, que nunca ficaram sem resposta.

Fechar