0 Shares 1158 Views

Programa Escola Segura chega a mais escolas de Londrina

27 de agosto de 2019
1158 Views

Mais cinco escolas estaduais de Londrina, no Norte do Paraná, foram contempladas pelo programa Escola Segura. Com isso, o município já soma 21 escolas beneficiadas e 40 policiais presentes nas instituições. Desenvolvido pelo Governo do Paraná, o programa prevê a presença de policiais militares da reserva remunerada nas escolas estaduais, em dois turno.  Em todo o Estado, até o momento, são 31 escolas contempladas, com a atuação de 60 PMs em Londrina e Foz do Iguaçu. O programa terá lançamento oficial na Região Metropolitana de Curitiba no próximo dia 11 de setembro.

Programa Escola Segura cresce em Londrina. Foto: Divulgação/SEED

Em Londrina, após a capacitação oferecida em parceria pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e pelo Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), os Policiais Militares da reserva já iniciaram os trabalhos nos novos colégios. A capacitação prevê palestras e orientações para os policiais e também para os diretores das escolas, sobre as atribuições de cada um no ambiente escolar e a maneira ideal de resolver possíveis conflitos.

Adesão ao programa

No Colégio Polivalente, a adesão ao programa foi um apelo da comunidade, principalmente dos pais de alunos. Eliane Cipriano, mãe de aluno e presidente da Associação de Pais, Mestres e Funcionários, conta que a maior preocupação era a presença de pessoas estranhas no entorno da instituição, o que exigia que alguém sempre acompanhasse o estudante de 13 anos.

Com o apoio de outros pais, Eliane sugeriu que a direção do colégio fizesse a inscrição no Escola Segura. Hoje, com o trabalho já iniciado, ela avalia que a sensação de segurança da comunidade escolar aumentou. “Essa atenção do Governo à segurança escolar é muito importante. Meu filho conta que o ambiente melhorou muito. O resultado na escola foi imediato, hoje fico tranquila em saber que ele está na escola e que tem alguém que está lá para cuidar dos alunos e funcionários. A prevenção é sempre melhor”, avalia.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.