Arquivos

Categorias

Paraná amplia oferta de leitos de UTI e reduz mortalidade no Estado

0312 michele cuputo

O Governo Beto Richa comemora os bons números conquistados em quatro anos de gestão na área da Saúde. Com o trabalho organizado em Redes de Atenção à Saúde foi possível ampliar em 55,8% no número de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), com 670 leitos a mais, reduzir a mortalidade materna em 40% e a infantil em 10%, entre outros avanços importantes.

“Vamos avançar ainda mais na consolidação das Redes de Atenção à Saúde. Com a Rede Mãe Paranaense e a Rede Paraná Urgência conseguimos números históricos na redução da morte materna e infantil. Ampliamos a oferta de leitos de UTI adulto e neonatal e capacitamos mais de 40 mil profissionais de saúde”, afirmou o secretário Michele Caputo Neto. As redes de Saúde Mental e Saúde Bucal também tiveram avanços significativos.

O secretário também destacou a implantação dos Samus Regionais, serviço que hoje atende 80% da população paranaense e deverá ter a cobertura total nos próximos anos, e do transporte aeromédico, com quatro bases macrorregionais estratégicas que garantiram o atendimento de 1.289 pacientes de 2011 a 2014.

“Outros números que nos orgulham são os de transplantes de órgãos. Passamos do 10º lugar para o 3º lugar no país e conseguimos o envolvimento da sociedade civil e de empresários paranaenses em nossa campanha para aumentar o número de doações”, afirmou.

Caputo Neto também apontou a implantação dos Centros de Especialidades do Paraná como destaque da atual gestão. “Já estamos construindo e equipando 10 centros regionais que atenderão plenamente o cidadão que precisa de tratamento especializado. Para a próxima gestão, estão previstos outros 13, atendendo todas as regiões de Saúde do Estado”, disse.

Caputo Neto mencionou ainda o pioneirismo do programa VigiaSUS, que já garantiu aos municípios R$ 90,5 milhões para ações da Vigilância em Saúde. “Em 80% dos municípios paranaenses o recurso estadual é maior do que o recurso federal nesta área”, enfatizou.

Outros avanços citados foram a implantação do quadro próprio dos servidores da Saúde e o novo concurso público previsto para 2015. “Nunca foi investido tanto na área de recursos humanos. Além conquista do quadro próprio, uma demanda antiga da categoria, o governo implantou a promoção e progressão de carreira para mais de 6,4 mil servidores”, explicou o secretário.

A educação permanente dos profissionais da área também foi destaque na gestão com o fortalecimento da Escola de Saúde Pública do Paraná, que conseguiu o credenciamento junto ao Sistema Estadual de Ensino Superior e agora está autorizada a certificar seus cursos.

Política, economia, cultura e bom humor no blog do Paraná.