0 Shares 482 Views

Odebrecht doou cobertores e dinheiro a presídios de Curitiba enquanto Marcelo ficou detido

7 de dezembro de 2017
482 Views

A Odebrecht fez uma série de doações para presídios de Curitiba nos quase três anos em que Marcelo Odebrecht ficou preso. A primeira destinou 700 cobertores para todos os detentos do Complexo Médico de Pinhais, onde ele ficou por um tempo com o ex-ministro José Dirceu.

Vai indireta As doações eram feitas para o Conselho da Comunidade de Curitiba, organização que trabalha com 11 presídios da região metropolitana da capital paranaense.

No gelo A empreiteira fez também doações em dinheiro –sempre, no máximo, R$ 5 mil de cada vez. Depois delas, o conselho chegou a comprar nove geladeiras para o complexo de Pinhais, onde estavam presos da Lava Jato. Algumas foram para a ala das mulheres e para o hospital –uma delas foi instalada na sala dos agentes penitenciários do presídio.

Na casa A última doação feita pela empreiteira foi em setembro. Marcelo Odebrecht, que está hoje na carceragem da PF em Curitiba, deixará o local no próximo dia 19, para cumprir prisão domiciliar.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.