Escrito por 15:00 Brasil

O aço e o alumínio brasileiro não serão sobretaxados nos EUA, anuncia Bolsonaro

Compartilhe

Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta sexta-feira, 20, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que integrantes do governo entraram em contato com a equipe do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para discutir a sobretaxa do aço e do alumínio, anunciada pelo americano no começo do mês. Segundo o presidente, os ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e Paulo Guedes, da Economia, haviam feito a requisição ao governo americano e que Trump ligou para o presidente brasileiro. Informações da Veja.

Segundo Bolsonaro, Trump desistiu de sobretaxar os produtos brasileiros. “Há pouco, recebi a ligação de Trump. Entendo o que ele pretendia fazer e dei mil argumentos a ele. Ele se convenceu e decidiu a dizer a todos os brasileiros que o aço e o alumínio não serão sobretaxados. Dessa forma, a nossa política continua sendo a melhor possível”, afirmou Bolsonaro.

Bolsonaro afirmou que as relações de amizade com Trump foram fortalecidas. “Há muito o Brasil vinha se afastando dos EUA. Eles são grandes parceiros nossos. A amizade pessoal sai mais fortalecida ainda. A notícia é que o aço e o alumínio não serão sobretaxados. Dessa forma fortalecemos mais ainda nossas relações comerciais”, disse ele. Para o presidente, a medida será positiva para a balança comercial do país com os EUA. “Chegamos a um bom termo. Estou muito feliz com a minha equipe. Com o senhor Donald Trump como se dirigiu ao chefe de estado brasileiro. O nosso comércio não tem mais o viés ideológico. Nossa balança comercial crescerá muito nos próximos anos”, disse Bolsonaro. “É uma prova de que a relação entre Brasil e EUA tem sido muito produtiva. Já deu vários resultados e vai continuar dando”, completou o chanceler Araújo.

No último dia 2, Trump anunciou que retomaria as tarifas sobre aço e alumínio vindos de Brasil e Argentina. O republicano afirmou que a medida seria tomada por causa da desvalorização das moedas dos dois países sul-americanos em relação ao dólar. “Brasil e Argentina estão promovendo uma desvalorização maciça de suas moedas, o que é ruim para os nossos agricultores. Portanto, tendo efeito imediato, eu vou restaurar as tarifas sobre aço e alumínio que são importados aos Estados Unidos desses países”, escreveu Trump no Twitter na ocasião. Os EUA são os maiores compradores de aço brasileiro.

Em março de 2018, o republicano anunciou sobretaxas de 25% sobre aço e 10% sobre alumínio de diversos países – incluindo o Brasil – para proteger a indústria americana do que ele considerava “comércio injusto” com outras nações. Em agosto do mesmo ano, o Brasil foi beneficiado por uma decisão que flexibilizou a medida, liberando da tarifa as empresas que comprovassem falta de matéria-prima no mercado interno.

Close