Escrito por 18:31 Norte Pioneiro

Kits de alimentação escolar atendem 17 mil famílias do Norte Pioneiro

O Estado vai distribuir a partir desta sexta-feira (22), mais de 680 mil kits de alimentação escolar e mais de 720 mil quilos de produtos da agricultura familiar para 230 mil famílias cadastradas em programas sociais. Os alimentos serão entregues nas escolas estaduais das 399 cidades paranaenses.

No Norte Pioneiro, serão 17 mil famílias atendidas nos 47 municípios pelos núcleos regionais de educação de Cornélio Procópio, Ibaiti, Jacarezinho e Wenceslau Braz. “São famílias em situação de vulnerabilidade que vão receber alimento de qualidade, com produtos da agricultura familiar”, explica o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) que representa a mesorregião na Assembleia Legislativa.

Cada família receberá um kit composto por 5 quilos de arroz, 2 quilos de feijão, 2 quilos de farinha milho, 2 quilos de macarrão espaguete, uma lata de óleo de soja e 3 latas de molho de tomate pronto. Além disso, serão distribuídos produtos frescos como frutas, verduras, legumes, hortaliças, temperos, panificados e sucos, entre outros.

Romanelli recomenda aos beneficiários atendidos pelo programa que reforcem os cuidados necessários para evitar a propagação do vírus durante o processo de distribuição dos kits. “Ao sair para retirar o kit alimentação, use máscara e higienize bem as mãos com álcool em gel ou água e sabão. E lembre-se de manter o distanciamento social”, recomenda.

Distribuição – Os kits de alimentação serão distribuídos conforme a quantidade de alunos matriculados em cada escola e que estão cadastrados em programas sociais.

Segundo a Secretaria Estadual da Educação, foram investidos R$ 34,7 milhões para a compra de mais de 8,8 mil quilos. No Norte Pioneiro, os kits serão distribuídos em 180 escolas.

Agricultura familiar – Os kits de alimentação foram adquiridos de 179 associações e cooperativas de pequenos agricultores. O investimento representa um aporte financeiro importante à agricultura familiar, que tem a oportunidade de levar direto ao consumidor alimentos frescos e de qualidade.

Romanelli destaca que o investimento contribui para garantir renda ao homem do campo e evitar a perda da produção de frutas, legumes e hortaliças. Nos próximos meses, a previsão é investir R$ 86 milhões pela Secretaria de Educação.

“Com a quarentena, o consumo das famílias brasileiras diminuiu. Com essa ação, o Paraná garante a manutenção do emprego do trabalhador rural e a melhoria de renda do homem do campo, evitando prejuízo na safra destes produtos”, destaca.

Close