Karla Galende pode ser a 3º prefeita da história de STI

Em convenção, PSDB e PL de Santa Terezinha de Itaipu oficializaram a servidora municipal Karla Galende como candidata à sucessão do prefeito Cláudio Eberhard.

Dessa forma, um dos mais jovens municípios do Oeste paranaense, Santa Terezinha pode eleger, a terceira mulher como prefeita, pois o já cargo foi ocupado por Lenir dos Reis Spada (1983 a 1988) e Ana Maria Carlessi (2009 a 2012). Como candidato a vice foi homologado o nome de Vânio Morona, ex-secretário municipal de obras.

“Ela é trabalhadora, inteligente e tem experiência na gestão pública. Tem o equilíbrio emocional necessário para a tomada das decisões. O Vânio tem formação em gestão pública e uma longa bagagem em execução de obras públicas, além de ter uma excelente convivência com a comunidade itaipuense”, disse o atual prefeito, Claudio Eberhard, que está no seu quarto mandato.

Ainda segundo Eberhard, Karla se fortaleceu ainda mais com a aliança celebrada com o PL. Vale ressaltar que a aliança também conta com PV e Democratas.

“Estaremos contribuindo com nosso trabalho para vencer as eleições e com as nossas ideias para realizar um excelente governo”, disse Oo presidente do PL, Alexandre Luis de Sousa , o Xande.

Compromisso
Karla Galende pretende dar sequência no trabalho realizado pelo prefeito Cláudio Eberhard com propostas de ampliação de programas bem sucedidos na cidade. “Nosso objetivo é manter o estilo de governo sério e austero com foco no trabalho e compromisso com as famílias itaipuenses, agregando novas ideias com o objetivo de ampliar horizontes dando as pessoas o direito de viver em paz e harmonia”, afirmou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flávio será coordenador da campanha de Bolsonaro; no PR, Giacobo

O PL definiu que o senador Flávio Bolsonaro (RJ) será o coordenador nacional da campanha de reeleição do pai, Jair Bolsonaro. Pai e filho recém se filiaram ao PL. No Paraná, a coordenação da campanha deve ficar com o deputado Fernando Giacobo, presidente estadual do PL. Giacobo também será o candidato ao Senado pelos liberais. 

Pegou mal: vereador desiste de homenagem a Sarney em Pato Branco

Não será desta vez que o ex-presidente José Sarney será homenagem em Pato Branco. Após grande repercussão, o projeto para conceder ao maranhense a “Medalha de Honra ao Mérito Pato-branquense” o foi retirado de pauta a pedido do autor, o vereador Marcos Jr. Marini.

Na justificativa, Marini explicava que, quando Sarney era Presidente da República, foram os que viabilizaram as condições políticas para que fosse instalada uma Unidade de Ensino Descentralizada (UNED) do Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) para Pato Branco. “Foi uma luta árdua com municípios maiores, mas que se tornou realidade pela capacidade e representatividade política do município naquele momento”, relava o projeto de lei.

Após passar pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Pato Branco, o projeto aguardava a segunda votação em Plenário. Além ao autor Marcos, que é do Podemos, a homenagem a Sarney foi apoiada pelos vereadores Maria Hamera (PV), Joecir Bernardi (PSD), Dirceu Boaretto (Podemos), Eduardo Dala Costa (MDB), Joecir Bernardi (Lindomar Brandão (DEM) e Thania Chaminski (DEM).