Hospital Zona Sul de Londrina tem pronto-socorro ampliado

O Hospital Zona Sul de Londrina (Hospital Dr. Eulalino Ignácio de Andrade/HZSL), que faz parte da rede de unidades próprias do Estado, passou por reforma e adequação para melhoria do atendimento aos pacientes que buscam pelos primeiros cuidados no pronto-socorro (PS). Uma sala que era ocupada pelo setor administrativo foi realocada para dar mais espaço ao PS, ampliando a área em 100 metros quadrados. A reforma somou R$ 40 mil, incluindo a ampliação da rede de oxigênio e gás comprimido, materiais de construção e móveis.

 

“Inicialmente, pode parecer uma obra pequena, mas neste momento em que a crise provocada pela pandemia é gravíssima e ocupa leitos em todas as instituições, houve um olhar de respeito e atenção redobrada dos gestores e servidores do hospital percebendo que a readequação desta sala desafogaria a situação de macas no corredor do pronto-socorro no período em que o paciente está em observação. Assim que a Sesa recebeu este pedido do hospital a reforma foi autorizada”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

“É desta forma que o Governo do Estado promove a melhoria da saúde em todos os municípios. Realizamos obras de grande porte como a abertura de três hospitais regionais, em Ivaiporã, Guarapuava e Telêmaco Borba, como ativação de mais de 4 mil leitos exclusivos para Covid-19 em todas as regiões e, por outro lado, também executamos simples readequações como esta do Hospital de Londrina, mas com enorme resultado para o usuário do sistema. São pequenas e grandes obras que retratam a meta da Sesa e do Governo do Estado de regionalizar os serviços de Saúde”, destacou Beto Preto.

O novo espaço passou a ter mais 100 metros quadrados para acolher as pessoas que estão recebendo cuidados médicos no pronto-socorro, proporcionando leitos separados, assistência humanizada, privacidade, climatização, poltronas reclináveis para os acompanhantes, espaço para a administração de medicamentos e sanitários exclusivos para os pacientes.

 

Em 2021, o pronto-socorro do HZSL já fez mais de 5 mil atendimentos, incluindo casos de Covid-19. “Com a pandemia, alguns ambientes tiveram de ser readequados para que o aumento exponencial do número de casos suspeitos ou confirmados da doença pudessem ser absorvidos, o que, trouxe enormes desafios à manutenção da assistência aos pacientes não acometidos pela pandemia”, explicou o diretor do HZS, Geraldo Junior Guilherme. “Mas nossa equipe multidisciplinar não está medindo esforços para alcançar o pleno restabelecimento da saúde de todos aqueles que buscam ajuda na instituição”, acrescentou o diretor.

 

COVID-19

O Hospital Universitário continua sendo de referência para atendimento aos pacientes com Covid-19 na Região Norte. Desde o início de março, como apoio à rede estadual, os hospitais Zona Sul e Zona Norte de Londrina tiveram leitos clínicos abertos para o atendimento exclusivo.

O Hospital da Zona Norte teve 50 leitos clínicos ativados para atendimento Covid-19 e o Hospital da Zona Sul teve 30 leitos na mesma categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com fim do pedágio, Estado deixa de emitir autorizações especiais de trânsito para rodovias federais

Com o término das concessões de pedágio, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) deixa de emitir Autorizações Especiais de Trânsito (AET) para circular nas rodovias federais do Anel de Integração. A mudança entra em vigor a partir desta sexta-feira (26).

A data marca o fim dos convênios de delegação das rodovias federais ao Governo do Paraná, que voltam a ser de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O órgão passará a emitir as AET para estas rodovias, por meio de seu portal. As autorizações emitidas pelo DER/PR até a véspera permanecem vigentes até expirar a sua validade.

As AET são documentos necessários para qualquer veículo ou combinação de veículos que ultrapasse os limites de peso e dimensões (largura, altura e comprimento), estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), para utilizar a malha rodoviária.

Os caminhões de cargas não divisíveis, como os usados no transporte de grandes peças metálicas ou peças pré-moldadas de concreto de uma fábrica até o local de uma obra, são exemplos de veículo que necessitam da AET.

Para verificar a jurisdição de cada rodovia, os transportadores podem consultar os mapas rodoviários do DER/PR.

Devido a ajustes operacionais, o DER/PR não irá emitir novas AET no dia 26, retornando as atividades normalmente na segunda-feira (29).

Acesse o Portal AET do DER/PR para emitir a documentação. Dúvidas sobre AET: Coordenação de Engenharia de Trafego e Segurança Rodoviária do DER/PR, pelo telefone (41) 3304-8398 ou pelo WhatsApp (41) 9-9632-1774.

Confiança do consumidor cai e atinge menor nível desde abril

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 1,4 ponto na passagem de outubro para novembro deste ano. Com o resultado, o indicador chegou a 74,9 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos, o menor valor desde abril deste ano (72,5 pontos).

A confiança foi afetada tanto pela piora do Índice da Situação Atual, que avalia o presente, quanto pelo Índice de Expectativas, que avalia o futuro.

O Índice da Situação Atual caiu 2,1 pontos e atingiu 66,9 pontos. Já o Índice de Expectativas recuou 1 ponto, indo para 81,4 pontos.

“Apesar do avanço da vacinação [contra a covid-19], suas consequências favoráveis na redução de casos e mortes e flexibilização das medidas restritivas, o aumento da incerteza econômica diante de uma inflação elevada, política monetária restritiva e maior endividamento das famílias de baixa renda tornam a situação ainda desconfortável e as perspectivas ainda cheias de ameaças”, explicou a pesquisadora da FGV Viviane Seda Bittencourt.