Written by 12:35 Paraná

Foz do Iguaçu monta estrutura exclusiva para atender de pacientes do coronavírus

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, por meio da Secretaria de Saúde e Fundação Municipal de Saúde, montou uma grande estrutura, exclusiva para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus (Covid-19).

As instalações contam com central telefônica, setor de triagem, pronto socorro, serviços de coleta e observação, exames, suporte de reserva e 53 leitos de internação e mais 17 unidades de terapia intensiva (UTIs).

Quase 300 profissionais vão se revezar nos plantões. O espaço, montado anexo ao Hospital Municipal (antigo CEM), receberá os pacientes encaminhados por meio da central telefônica. Nenhum paciente deve se dirigir ao local sem antes passar pela central que funciona 24 horas.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, a estrutura, montada em tempo recorde, é adequada e está pronta para dar tranquilidade aos iguaçuenses. “O sistema público está absolutamente preparado para esse enfrentamento, mas o fundamental é conter a transmissão. E a melhor forma dessa prevenção é que as pessoas fiquem em casa e adotem todos os cuidados recomendados. Já decretamos várias medidas para que não haja circulação de pessoas ou aglomerações. E a partir de agora está proibida a chegada ou saída de ônibus na rodoviária de Foz”, afirmou.

Triagem e procedimentos     

Sobre o funcionamento do centro de atendimento, Chico Brasileiro explicou que a partir da central telefônica o paciente é orientado a comparecer ou não ao setor de triagem. Ninguém pode se deslocar sem antes ligar na central. Havendo a necessidade, ao chegar, o paciente passa pela triagem. “É nesse local que os profissionais médicos definem o procedimento, já identificando se é um caso de suspeita do vírus ou outros casos e fazem o devido encaminhamento. A partir da triagem, tem todo o suporte de pronto socorro, exames e leitos equipados, incluindo as UTIs”, detalhou o prefeito.

O diretor do Hospital Municipal, Sérgio Fabriz, destacou que a montagem da estrutura exclusiva é fundamental para evitar que as pessoas com sintomas se dirijam às unidades de saúde, UPAs ou outros locais e acabem por disseminar ainda mais o vírus. “Para evitar aglomeração na triagem, foi montada a central telefônica 24 horas com mais de 10 profissionais por turno para atender as pessoas. O hospital se estruturou em uma semana, inclusive com a contratação de 40 novos profissionais para o reforço no atendimento exclusivo aos pacientes Covid-19”, informou Fabriz.

Para a escala de serviço, a cada 24 horas são 286 profissionais atuando entre médicos, equipes de enfermagem, de exames, fisioterapeutas, psicólogos, estudantes de Medicina e serviço de higienização.

Parcerias e atendimento integrado        

A central funciona com ações integradas e parcerias da Secretaria de Saúde, Fundação de Saúde/Hospital Municipal e Unila. O médico Luiz Fernando Zarpelon, professor do curso de Medicina da Unila e coordenador clínico do Hospital Municipal, disse que todas as pessoas que precisarem de atendimento, que sejam sintomáticos respiratórios e encaminhados via central telefônica, serão atendidas na estrutura. “Já na triagem os médicos vão verificar se é um paciente de quadro respiratório suspeito de coronavírus ou não. Na sequência temos o suporte de pronto socorro, serviços de coleta e procedimentos de observação, exames e até internamento hospitalar, se necessário”, explicou.

Zarpelon reforçou que há uma estrutura de leitos de internamento e de UTIs, disponível exclusivamente para o atendimento das necessidades. “A recomendação é que as pessoas não procurem o local sem antes ligar para a central. Isso vale para pessoas com quadro de tosse, febre, dor de garganta ou coriza. Estando com esses sintomas e com dificuldades para respirar, ligue na central que receberá as orientações sobre como proceder”, finalizou o médico.

Números da central telefônica                  

Não saia de casa sem entrar em contato por um dos números:

Fixo: (45) 3521-1800

Ligações e Whatsapp

(45) 9 9997-5251; (45) 9 9997-5150; (45) 9 9997-5335; (45) 9 9992-0550; (45) 9 9997-5111; (45) 9 9975-5257.

(Visited 28 times, 1 visits today)

Close