0 Shares 155 Views

Famílias atingidas pelas enchentes já podem receber programa Família Paranaense

8 de julho de 2014
155 Views

Famílias atingidas pelas enchentes podem receber adiantamento do programa Família Paranaense

As famílias atingidas pelas enchentes beneficiárias do programa Renda Família Paranaenses podem antecipar o recebimento dos valores a que têm direito neste mês de julho, sem considerar a data prevista no calendário de pagamento. A medida beneficia todas as pessoas que vivem nos 147 municípios paranaenses que tiveram situação de emergência decretada e que sofreram danos em função das enchentes.

Os beneficiários que tiveram suas casas danificadas pelas chuvas poderão sacar o benefício normalmente nas lotéricas, caixas eletrônicos e nas agências da Caixa Econômica Federal. Para fazer o saque, o beneficiário poderá usar tanto o cartão do Renda Família Paranaense quanto o do Bolsa Família e o Cartão Cidadão, desde que possuam o mesmo número do NIS.

Na ausência dos cartões e do documento de identidade, os beneficiários do Renda Família Paranaense ainda poderão receber o recurso apresentando o formulário “Declaração Especial para Beneficiários do PBF Localizados em Municípios em Estado de Emergência/Calamidade”, que deve ser emitido pelo gestor municipal do programa Bolsa Família. Após o mês de julho, o pagamento volta a ser escalonado.

O Renda Família Paranaense é apenas uma das modalidades do programa Família Paranaense, que investe na promoção social das famílias, reduzindo a vulnerabilidade e garantindo o acesso a todos os serviços e programas que contribuam para o desenvolvimento social e econômico.

As ações, que são coordenadas pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social e envolvem 18 secretarias estaduais e municipais , ajudam paranaenses a ingressarem no mercado de trabalho, a melhorarem a renda e terem maior qualidade de vida.

O programa já está presente em 91% dos municípios do Estado e tem como meta reduzir os índices de extrema pobreza no Paraná, tirando 100 mil pessoas dessa condição até dezembro de 2014. De acordo com balanço do Ministério do Desenvolvimento Social, 92% desta meta já foi atingida, de 2011 a 2013.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.