0 Shares 517 Views

Equoterapia começa no mês de abril a ser implementada em Palmas

21 de março de 2018
517 Views

O programa de Equoterapia começa a ser implementado no próximo dia 12 de abril em Palmas, no Sudoeste do Paraná. Um grupo de oficiais do Regimento da Polícia Montada Coronel Dulcídio da Polícia Militar irá ministrar palestra aberta à comunidade e profissionais da Prefeitura, para detalhar sobre a iniciativa.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (20), em Curitiba, pelos assessores Aloísio Nascimento (Planejamento) e Alex Constantini (Saúde), em audiência no Reguimento de Polícia Montada. Os detalhes do convênio entre a Prefeitura de Palmas e a Polícia Militar foram repassados pelo Major Marcos e Capitão Cruz.

“Após a palestra, a PM irá promover um curso de capacitação certificado pela Crefito-8 (Comissão Acadêmica de Fisioterapia e Terapia Ocupacional) e Unibrasil de formação para osprofissionais em Curitiba”, destacou Aloísio Nascimento. “O convênio prevê ainda, toda orientação e supervisão das ações que serão realizadas no municípios”, completou Alex Constantini.

Contexto

As articulações para a PM-PR dar o suporte na implantação da Equoterapia em Palmas tiveram início no final de novembro de 2017, durante reunião com o comandante da Cavalaria, Major Elias Ariel de Souza. O Programa será implantado em uma área do Parque de Exposições Luiz Fernando de Abreu Ferreira – Pé Vermelho, onde serão realizados os atendimentos aos atendidos em entidades assistenciais.

De acordo com major Elias Ariel, em 25 anos o projeto de equoterapia da Cavalaria da PM atendeu mais cinco mil pacientes. “Agora o projeto deve ser expandido e o município de Palmas tem todas as condições para abrigá-lo. Será uma parceria que fará a cidade ganhar muito”, disse o oficial na ocasião.

O Programa de Palmas foi criado pela lei nº 2519/2017, sancionada pelo prefeito Dr. Kosmos Nicolaou, após aprovação na Câmara de Vereadores. “Criar um programa dessa magnitude é um antigo sonho que está cada vez mais próximo de ser concretizado”, disse o prefeito. A estimativa é que as aulas tenham início na primeira metade deste ano.

Equoterapia
O método, também chamado de hipoterapia, é um tipo de terapia com cavalos que serve para estimular o desenvolvimento da mente e do corpo.

A atividade é um complemento ao tratamento de indivíduos com deficiências ou necessidades especiais, como a síndrome de Down, paralisia cerebral, derrame, esclerose múltipla, hiperatividade, autismo, crianças muito agitadas ou com dificuldade de concentração, por exemplo.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.