Escrito por 13:17 Brasil, Curitiba, Economia, Emprego

Entidades querem debater com Prefeitura regulamentação dos delivery em Curitiba

Legislação do setor vai garantir segurança jurídica às empresas, física aos entregadores e alimentar aos consumidores

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) deflagou, nesta quarta-feira (28), a Operação “Cronos”, que desarticulou uma quadrilha que se fantasiava de entregadores de alimentos para praticar roubos em Curitiba. Ao todo, 11 foram presos, graças a falta de regulamentação específica dos delivery na capital, alertam entidades do setor de gastronomia e lazer. As informações são do Cabeza NEWS.

Os criminosos agiam como ‘falsos entregadores’ e escolhiam vítimas para roubar relógios de luxo. Os crimes aconteceram no Centro e em bairros nobres de Curitiba. Ao todo, foram cumpridos 38 mandados judiciais em Curitiba, Paranaguá e São Paulo e Taboão da Serra (SP) – 14 de prisão preventiva, um de prisão temporária e 23 de busca e apreensão.

A legislação envolvendo o serviço será discutida nos próximos dias, com a Prefeitura de Curitiba. O secretaria municipal de Governo, Luiz Fernando de Souza Jamur, confirmou esta semana o interesse em debater o tema, com o presidente da Associação de Bares e Casas Noturnas (Abrabar/SindiAbrabar), Fábio Aguayo.

“Solicitamos esta audiência com o secretário de Governo, para aprimorar a regulamentação da entrega de comidas”, ressaltou Aguayo. Na avaliação dele, a questão está ainda “muito solta” e precisa avançar em uma legislação.

Leia o restante do artigo no Cabeza NEWS

(Visited 5 times, 1 visits today)
Close