por 11:11 Sem categoria

Candidatos eleitos em Foz são proclamados

Candidatos eleitos em Foz são proclamados

Cerimônia aconteceu ontem no Fórum Eleitoral; apenas dez, dos dezessete eleitos, compareceram na solenidade

Gabriel Azevedo

Nesta segunda-feira (20) os 17 vitoriosos do pleito do dia 05 de outubro foram proclamados oficialmente. A cerimônia, comandada pelo juiz responsável da 46ª. Zona Eleitoral de Foz do Iguaçu Geraldo Dutra de Andrade Neto, aconteceu às 17h30min no Fórum Eleitoral.

Não sendo obrigados a irem até o Cartório, apenas dez candidatos eleitos compareceram à solenidade para escutarem o juiz chamar o nome pelo microfone e em voz alta, foram eles: Nanci Rafain, Gessani da Silva, Luiz Queiroga, Maninho, Hermógenes de Oliveira, Nilton Bobato, Edílio Dall Agnol, Edson Narizão, Paulo Rubio e Rodrigo Cabral.

Cumprindo a resolução número 22.712, de fevereiro de 2008, do Tribunal Superior Eleitoral, a proclamação é um ato de oficialização do resultado, divulgando publicamente um edital da Justiça Eleitoral com os nomes dos candidatos eleitos. Porém, mesmo sendo um ato oficial, o candidato proclamado ainda não está completamente apto a assumir o posto de vereador e/ou prefeito e vice.
Para estar completamente pronto, o candidato deve ser diplomado, ou seja, a Justiça Eleitoral tem que conferir a ele um diploma, que é a certificação da Justiça Eleitoral que a pessoa pode tomar posse do cargo para o qual foi eleita.

O juiz Geraldo Dutra de Andrade Neto disse que diplomação dos candidatos acontecerá na sexta-feira, dia 07 de novembro, no Tribunal do Júri, às 19h. Segundo a legislação eleitoral, a diplomação deverá acontecer impreterivelmente até o dia 18 de dezembro. O juiz acredita que todos os eleitos comparecerão, porém não são obrigados a comparecer. “Apenas após a diplomação os candidatos estarão aptos a assumirem”.

O jurista também informou que os eleitos só tomam posse no dia primeiro de 2009 e que as solenidades independem se as contas de campanha do candidato foram ou não aprovadas.

17 proclamados

Ontem, foram proclamados eleitos o prefeito Paulo Mac Donald Ghisi (PDT) e o seu vice, o ex-vereador Chico Brasileiro (PCdoB) com 67.502 votos. Os 15 vereadores que vão compor a Casa de Leis até 2012 também foram, são eles: Nanci Rafagnin Adreola, a mais votada da legislatura, com 4.842 votos; Gessani da Silva, com 4.092 votos; Beni Rodrigues, com 3.582 votos; Braiz de Moura, com 3.528 votos; Luiz Queiroga, 3.348; Sérgio Beltrame, 3.101; Edílio Dall Agnol, 2.752; Valdir de Souza (Maninho), 2.645; Carlos Juliano Budel, 2.589; Hermógenes de Oliveira (Mogênio), 2.484; Antônio Rodrigo da Silva, 2.364; Nilton Bobato, 2.185; José Carlos Neves da Silva, 2.174; José Edson de Oliveira (Narizão), 1.976; e Paulo Rúbio, com 1.828 votos.

Suplentes

O Juiz também proclamou o nome dos suplentes – aqueles que assumem o posto de vereador, caso o titular da cadeira esteja impossibilitado de exercer a função para qual foi diplomado, ou seja, o suplente assume normalmente em casos de doença, morte ou quando o vereador assume outro cargo em qualquer administração – são eles: Alairton de Camargo, Edson Mezono, José de Freitas, Maria Bernadete Sidor, João Messias, Sérgio Paulo de Oliveira, Celso Fagundes, Flávio Nakad, João Pereira Sodré, Agenor Miranda, Valdemar de Azevedo, Jacy Freitas, Jair dos Santos, Arruda de Oliveira, Ling Siang Yen, Pedro H., Celso Rios, Joanir Agostinho Costa, Emerson Wagner, Eliseu Moura, Velci Garcia, Liciane Newumanm, Adailton Avelino, Arival Malaquias da Silva, Jacira Caboim, Paulo César Queiroz, Paulo Ricardo da Rocha, Djalma Pastorello, Maicon Nunes, Valmor Rodrigues.

 Votos por coligação

PSB/PSC = 29.124 – quatro vereadores eleitos
PDT/PC do B/PPS = 25.534 – três vereadores eleitos
PP/DEM = 24.798 – três vereadores eleitos
PMDB/PTC/PRTB = 21.189 = três vereadores eleitos
PSDB/PTB/PTN/PT do B = 13.108 = um vereador eleito
PMN/PRB/PV/PSL = 9.835 = um vereador eleito
PR/PRP = 9.326 Não atingiu coeficiente
PT = 7.539 Não atingiu coeficiente
PSOL = 297 Não atingiu coeficiente
PSDC = 83 Não atingiu coeficiente

Para conseguir uma cadeira no legislativo a coligação deveria atingir o Coeficiente Eleitoral. Para descobrir o coeficiente basta dividir o número de votos válidos pelo número de vagas disputadas. Por exemplo, Foz do Iguaçu na última eleição teve aproximadamente 150 mil votos e disputando 15 vagas, o coeficiente foi então, aproximadamente 9.500.

Votos por partido

PSB = 22.992
PMDB = 21.065
PDT = 17.437
DEM = 13.172
PP = 11.626
PSDB = 10.379
PT = 7.539
PRP = 6.572
PSC = 6.132
PMN = 5.762
PC do B = 5.019
PPS = 3.078
PR = 2.754
PV = 2.550
PTB = 2.225
PRB = 1.486
PT do B = 485
PSOL = 297
PTC = 92
PSDC = 83
PSL = 37
PRTB = 32
PTN = 19

O que estes números mostram

O prefeito eleito Paulo Mac Donald obteve 67.502 votos, porém, a sua chapa de vereadores, totalizou apenas 50.332. Na prática, demonstrando que mais de 17 mil eleitores que votaram no candidato do PDT não escolheram um dos seus candidatos a vereador.

No caso do ex-prefeito e secretário estadual Samis da Silva, que conquistou 42.266 eleitores, os seus vereadores fizeram 40.350, a dispersão de votos ficou abaixo dos dois mil votos.

No caso do deputado estadual Reni Pereira a situação foi totalmente inversa. Os seus candidatos a vereadores obtiveram 42.232 votos, enquanto o candidato a prefeito totalizou 26.634 votos. Ou seja, mais de 15 mil eleitores votaram nos vereadores apoiados por Reni, mas não confiaram o seu voto no candidato a prefeito.

No PT a votação dos candidatos a vereadores também foram maior que a do prefeito. Vitorassi obteve apenas 3.887 votos, contra 7.354 de seus vereadores, ou seja, quase três mil eleitores deixaram de votar no candidato a prefeito do PT, mas votaram nos vereadores petistas.

O candidato a vereador do PSOL, somado a legenda, obteve 297 votos, enquanto o candidato a prefeito Aiex fez apenas 238 votos. O PSDC a candidata à vereadora mais a legenda tiveram 83 votos, o candidato Anderson Marcos obteve 66 votos.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com