0 Shares 399 Views

Após surrupiar refinaria, Bolívia quer gás mais caro

1 de dezembro de 2017
399 Views

O presidente cocaleiro da Bolívia, Evo Morales, o mesmo que mandou seu exército invadir a refinaria na qual a Petrobras investiu cerca de R$3 bilhões, desapropriando-a em seguida, tenta ser recebido pelo presidente Michel Temer, contra quem fez declarações agressivas, para exibir sua melhor expressão de “coitadinho” e pedir reajuste nos valores do Acordo do Gás entre Brasil e Bolívia, que expira em 2019. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Evo Morales pode ser dono de um ar de pés geladíssimos: Michel Temer baixou hospital duas vezes às vésperas de suas visitas. Nem precisa Evo Morales aparecer em Brasília, no dia 5: Michel Temer fará “cara de paisagem” diante do pires estendido.A posição do governo é não negociar “politicamente” o acordo do gás. Considera uma transação entre Petrobras e a estatal boliviana YPFB. O esperto Morales quer o Brasil pagando acima do mercado pelo gás, mas o excesso de oferta tem empurrado os preços para baixo.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.