0 Shares 269 Views

Traiano participa da posse de Luiz Fernando Vianna na Itaipu

27 de março de 2017
269 Views

Ademar Traiano na posse da Itaipu

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) participou hoje (27) da posse de Luiz Fernando Vianna, como novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional. A posse, prestigiada pelo governador Beto Richa, pelo ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho (PSB), marca o fim de um controle de mais de uma década da Itaipu pelo PT.

Ao discursar, Traiano enfatizou a importância da Itaipu para o Paraná, e recordou que em 1982, quando a usina foi inaugurada, ele estava iniciando sua vida política como vereador da Câmara dos Santo Antonio do Sudoeste, cidade próxima da hidrelétrica. “Foi um empreendimento muito polêmico e muito questionado. Mas hoje todos se renderam a importância da Itaipu uma das maiores hidrelétricas do mundo e a que mais gera energia”, destacou.

“Eu atuo na região de fronteira, e conheço muito bem a importância da Itaipu para os municípios em várias áreas. O novo diretor-geral da Itaipu brasileira, Luiz Fernando Vianna, traz com ele uma bagagem que só trará ainda mais sucesso a essa grande empresa, e tenho certeza de que repetirá o sucesso da gestão feita por ele na Copel. A escolha de um paranaense pelo presidente Michel Temer, é uma demonstração de respeito com o nosso Estado, deixo então o nosso reconhecimento e votos de sucesso”, destacou Traiano.

Luiz Fernando Vianna que tomou posse como diretor-geral brasileiro de Itaipu é engenheiro e ex-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel). “Pretendo ter uma gestão muito próxima das pessoas. A parte de desenvolvimento, para mim, é fundamental para o sucesso de uma empresa”, declarou ao destacar que pretende comandar uma gestão voltada ao desenvolvimento humano.

Entre os desafios que deverá ter à frente da hidrelétrica, o novo diretor citou a renovação do anexo C do Tratado de Itaipu, que estabelece as regras para a comercialização da energia, e os programas socioambientais desenvolvidos na região. Segundo Vianna, esses programas têm colaborado com o desenvolvimento dos municípios lindeiros ao Lago de Itaipu e a ideia é ampliá-los.

Sobre o Tratado de Itaipu, lembrou que a revisão do anexo C está prevista para 2023. “Esse é um grande desafio nosso e do Paraguai. Para falar em comercialização de energia, seis anos não é um prazo muito longo”, comentou.

Luiz Fernando Vianna é engenheiro com especialização em Geração Hidrelétrica; Pós-graduação em Materiais para Equipamentos Elétricos, pela Universidade Federal do Paraná – UFPR (1992); Especialização em Gerência de Manutenção (Eletrobras) (1984); Especialização em Manutenção de Usinas Hidrelétricas (Eletrobras) (1982); e Graduação em Engenharia Elétrica pela UFPR (1978); e Graduação em Administração de Empresas, pela UFPR (1974).

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.