Written by 19:17 Brasil, Paraná

Legado de um pioneiro do Sudoeste do PR

joao e familia

O mês de julho é especial para todas as famílias. Afinal, é período de férias escolares, época de ficar mais tempos com os filhos e visitar aqueles parentes que há muito não se viam. Mas julho é diferente para João Nunes Pinheiro. Julho não é apenas o mês de seu aniversário, dos 86 anos de história. É também o mês que marca sua chegada ao Sudoeste do Paraná, no longínquo ano de 1963.

“Lembro como se fosse ontem, num dia 23 de julho, quando cheguei aqui em Capanema”, contou João Pinheiro, escolheu a cidade e a região onde iria construiu sua família e sua história. A chegada da família Pinheiros, oriunda da cidade de Frederico Westphalen (RS), e o local onde decidiram se instalar foi mais profunda do que se possa imaginar – a região acabou adotando o nome da família e hoje é conhecida como “Alto Pinheiro”, na área rural do município, na época com pouco mais de 10 anos de emancipação e hoje com aproximadamente 19 mil habitantes.

João Pinheiro, de uma família de nove filhos, trabalhou forte no desbravamento e colonização da região. Em seguida, conheceu a jovem Luiza da Rosa, com quem teve cinco filhas – Cirlei, Soeli, Sereni, Terezinha e Roseli. Em 2013, o pioneiro perdeu sua fiel companheira, mas não desistiu da vida e no último domingo (23 de julho), foi surpreendido por sua prole, que decidiu fazer uma festa surpresa, que contou com a participou de um de seus irmãos, que reside hoje em Toledo, no Oeste do Paraná.

(Visited 7 times, 1 visits today)

Close