Escrito por 11:07 Brasil, Gleisi Hoffmann

Gleisi segura decreto que atendeu Gaievski

Gleisi segura decreto que atendeu Gaievski

Um decreto, sem assinatura, dormita na gaveta da ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) há dois anos e atendeu, entre os servidores comissionados fichas sujas, seu ex-assessor Eduardo Gaieski – preso e acusado de pedofilia no Paraná. Trata-se do decreto ficha limpa para enquadrar 99 mil cargos comissionados no governo federal. A revelação é do O Globo na edição de hoje.

“Em 2012, quando a Polícia Federal realizou a Operação Porto Seguro e flagrou servidores federais em crimes, o governo prometeu agilizar um decreto da Ficha Limpa para os 99 mil cargos comissionados do Executivo. Meses antes, a Controladoria-Geral da União já havia enviado à Casa Civil um modelo de texto. O documento permanece lá, sem data de publicação”, aponta o jornal.

Também em 2012, o Tribunal de Contas da União enviou ao Tribunal Superior Eleitoral uma lista de pessoas inelegíveis devido a condenações no TCU. Por meio de nota, a CGU informa que a Ficha Limpa do Executivo “ainda está em discussão no âmbito do governo, haja vista a complexidade da matéria” e que a publicação do decreto é “uma medida da maior importância”.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Close