0 Shares 243 Views

“Essa praça vai encher de bandido”, alegam moradores do Batel contrários às mudanças na Praça do Japão

21 de fevereiro de 2018
243 Views
“Essa praça vai encher de bandido”, alegam moradores do Batel contrários às mudanças na Praça do Japão


Um grupo de moradores do Batel não quer a execução da obra de intervenção urbana do município prevista na Praça do Japão, sob a alegação do aumento da criminalidade com o “aumento” do fluxo de pessoas de outros bairros pelo local. “Essa praça vai encher de bandido, como vocês fizeram com as outras praças (da cidade)”, disse um morador nesta terça-feira, 20, ao protestar contra o projeto, ao prefeito Rafael Greca.

Outra manifestante, bastante exaltada, disse que com a passagem dos ônibus no entorno da Praça do Japão, o local “vai ter um monte de marginal”. Os moradores também reclamaram que adequação do corredor de transporte no entorno da praça afetará o passeio com os seus cachorros e animais de estimação pelo local.

Reordenamento – As obras no entorno do espaço vão reordenar a nova linha de transporte público, estabelecida pela conexão do Ligeirão Norte-Sul entre o Santa Cândida e a Praça do Japão, no Batel, sem alterar a estrutura do espaço público.

O Novo Ligeirão deverá atender, após as adequações, 36 mil passageiros por dia, de acordo com a estimativa. O corredor deverá entrar em funcionamento no primeiro semestre.

Adequações – As estações-tubo na região da Praça do Japão para embarque e desembarque são as mesmas que atendem as demais linhas instaladas no trecho – elas ficam na Avenida Sete de Setembro, próxima à Rua Bento Viana, a cerca de 250 metros da praça.

Os passageiros com destino final à Praça do Japão desembarcarão na estação-tubo, o ônibus contornará a praça vazio e com velocidade reduzida (máxima de 30 km/h) fará o caminho de volta (os passageiros embarcarão na estação que fica também próxima à Bento Viana, sentido ao Santa Cândida). A linha deverá transportar cerca de 36 mil passageiros por dia.

Para melhorar as condições deste contorno, será feita uma adequação geométrica (uma intervenção simples) mínima na rua contigua à Praça do Japão, de forma a melhorar o fluxo num trecho de poucos metros. O ponto de táxi e vagas de estacionamento serão relocados para as proximidades.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.