0 Shares 146 Views

Meirelles diz que política da Petrobras não muda, mas fala em baixar impostos

7 de março de 2018
146 Views
Meirelles diz que política da Petrobras não muda, mas fala em baixar impostos

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira, 7, em Nova York que não há prazo para o governo anunciar mudanças no preço dos combustíveis. Ele afirmou que o governo está estudando mudanças em impostos e outros custos, mas disse que não vai alterar a forma como a Petrobras precifica seu produtos – diariamente, de acordo com a cotação internacional dos combustíveis. As informações são de Henrique Gomes Batista n’O Globo.

— A política de preços da Petrobras é autônoma, baseada na eficiência corporativa e na realidade de mercado. Sobre isso não há nenhum pensamento. Neste sentido, não há nenhum pensamento de discussão a esse respeito, a Petrobras fixa seu preço de acordo com as condições de mercado e de produção da empresa — disse o ministro. — Em relação a outros fatores, no entanto, existem sim diversos fatores que adicionam preço.

Meirelles disse que, por exemplo, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está analisando alguma ação contra as distribuidoras de gás, mas que o órgão que trata da concorrência é autônomo.

MUDANÇA NA TRIBUTAÇÃO

Outro ponto defendido pelo ministro foi a mudança de tributação sobre o combustível.

— Existe uma tributação grande no combustível que, à medida em que sobe o preço do combustível, a tributação percentualmente é fixa, mas o valor sobe mais. Então isso adiciona. É o mesmo processo quando o preço do petróleo internacional cai. Portanto estamos revisando isso e vamos ver se há algo a fazer ou não.

O ministro afirmou que não há prazo para estas alterações e disse que provavelmente não haverá nenhum anúncio até 6 de abril, quando ele tem de deixar o ministério, se quiser concorrer a algum cargo político.

Ele disse que sempre foi “claro” que nunca defendeu mudança no sistema de preços da Petrobras e que viu com naturalidade as oscilações do mercado. Segundo ele contou, em entrevista a uma rádio na manhã de terça-feira, o governo estava estudando formas de mudar o preço final dos combustíveis.

— Isso aí é uma questão normal, de reações de mercado que são absolutamente previsíveis, normais, no sentido de que eles reagem muitas vezes numa tentativa de fazer preço, de ganhar preço, e depois se ajustam.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.