0 Shares 510 Views

Eleição aberta no Paraná, diz IRG

11 de dezembro de 2017
510 Views

 “Os eleitores estão mais antenados com os escândalos na política do que para quem vão votar nas eleições de outubro”, diz pesquisador”

A 10 meses de outubro de 2018, as eleições no Paraná estão abertas, aponta o IRG (Instituto Ricieri Garbelini) na pesquisa realizada entre os dias 29 de novembro e 6 de dezembro em 150 cidades. Dos 1,5 mil eleitores entrevistados pelo instituto, 65,24% não sabem em que vão votar para governador e 24,15% afirmaram que não votaram em qualquer candidato na disputa do Palácio do Iguaçu. Os números para o Senado são maiores: 69,31% não sabem em que votar e outros 18,78% afirmaram que não votarão em nenhum candidato á câmara alta do Congresso Nacional.

Os menores números são para eleição presidencial: 49,12% não sabem em quem votar e 16,05% não votariam em qualquer candidato a presidente. “Os eleitores estão mais antenados com os escândalos na política do que para quem vão votar nas eleições de outubro. Em eleições anteriores, estes números não eram tão altos assim. Isto é um reflexo de atual conjuntura, o que dará mais trabalho aos candidatos convencer os eleitores”, disse o professor Ricieri Gaberlini. A margem de erro da pesquisa é de 2,7% e o grau de confiança, de 95%.

Os números acima são da pesquisa espontânea e para governador o quadro se apresenta equilibrado e pulverizado: Alvaro Dias (PDM) com 2,84%, Ratinho Junior (PSD), 2,59%, Roberto Requião (PMDB), 2,27%; Osmar Dias (PDT), 1,3%; e Beto Richa (PSDB) com 0,81%. Marcelo Rangel (PPS), Alexandre Kireeff (PDM), Cida Borghetti (PP), Gleisi Hoffmann (PT), Sargento Fahrur (PSDC), Ricardo Barros (PP), Rafael Greca (PMN), Professor Luizão (PRB) e Ney Leprevosyt (PSD) também foram citados abaixo de 1% dos votos. Richa, por força de lei, não é candidato a mais uma reeleição.

Na estimulada sem o irmão Osmar Dias, o senador Alvaro Dias é o favorito na disputa ao governo com 43,51% seguido de Ratinho Junior (20,26%), Requião (16,68%), Cesar Silvestre (PPS), com 2,59%; Dr Rosinha (PT), com 2,43% e Cida Borghetti (2,19%). Sem Requião no páreo, Alvaro continua na frente com 48,22%, Ratinho Junior (23,66%), Cida Borghetti (3,08%), Cesar Silvestre (2,92%) e Dr Rosinha (2,84%).

Em cenário sem Alvaro Dias, Ratinho Junior lidera com 26,82%, seguido de Osmar Dias (22,37%), Requião (20,59%), Cesar Silvestre (3,24%), Cida Borghetti (2,76%) e Dr Rosinha (2,59%). Sem Requião, o quadro fica assim: Ratinho Junior ()36,09%), Osmar Dias (32,11%), Cida Borghetti (3,81%), Cesar Silvestre (3,61%) e Dr Rosinha (3,12%).

Entre os candidatos ao governo, Requião é o mais rejeitado com 33,06% de rejeição. Em seguida, vem Cida Borghetti (14,91%), Dr Rosinha (13,45%), Ratinho Junior (9,48%), Osmar Dias (4,78%) e Cesar Silvestre (2,92%).

Senado/presidente – Ao Senado, na espontânea, os números são esses: Alvaro Dias (6,29%), Requião (2,01%) e Richa (1,27%). Abaixo de 1% dos votos estão Rubens Bueno (PPS), Osmar Dias, Gleisi Hoffmann, Magno Malta (PR), Dr Rosinha, Giacobo (PR), Delegado Recalcatti (PSD)m Maria Victória (PP), Luiz Nishimori (PR), Ratinho Junior e Ênio Verri (PT).

Na estimulada, Requião e Richa polarizam a disputa às duas vagas no Senado: Requião tem 25,85% e Richa, 24%. Neste cenário, Gustavo Fruet (PDT) tem 19,44%, Rubens Bueno (16,54%), Ney Leprevost (10,45%) e Christiane Yared (PR), com 6,32%.

O deputado Jair Bolsonaro (PSC) lidera na espontânea com 15,96% a disputa presidencial. Ele é seguido de Alvaro Dias (7,46%), Lula (PT), com 7,29%; Ciro Gomes (PDT), com 1,05%. Com menos de 1% estão Marina Silva (Rede), João Doria (PSDB), Geraldo Alckmin (PSDB), Requião, João Amoedo (PN), Ratinho Junior, Michel Temer (PMDB), Luciano Huck, Joaquim Barbosa, Eduardo Jorge (PV), Cesar Maia (DEM), Celso Russomano (PRB), Aécio Neves (PSDB) e Sergio Moro.

Na estimulada a presidente, Alvaro Dias lidera com 31,21% seguido de Bolsonaro (21,36%), Lula (14,83%), Alckmin (9,31%), Marina Silva (6,16%), Ciro Gomes (3,81%).

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.