Apesar do alto índice de aprovação do serviço, a depredação de equipamentos impede o atendimento pleno da demanda que é de 96%

DIGITAL CAMERA

Em pesquisa realizada pela Diretoria de Informações Institucionais, da Prefeitura de Foz do Iguaçu, apurou-se que o iguaçuense está muito satisfeito com a iluminação pública da cidade. No questionário feito via ‘call center’ (telefone), foram ouvidas 600 pessoas, em doze regiões. Dessas, 75,8% dos moradores do centro consideram o serviço eficiente. Nos bairros, o índice de aprovação foi de 65.9%. A média de pessoas que não opinaram é de 10%, em toda a cidade.

De acordo com os dados apresentados, a maioria dos entrevistados é do sexo feminino, na faixa etária entre 18 e 50 anos. O número de pessoas ouvidas é proporcional a população de cada região. Segundo o diretor do Departamento de Iluminação Pública/SMOB, Hélio José Samek, o setor tem conseguido manter a satisfação do contribuinte. Em doze meses, foram trocadas quase 10 mil lâmpadas, 12.279 fotocélulas, 2.350 reatores e 256 luminárias.

No período, ou seja, de outubro de 2012 até o mesmo mês deste ano, foram registradas pelo departamento, 10.026 ocorrências, cerca de 800/mês. “Recebemos, em média, vinte ligações por dia, referentes a pedidos de troca de lâmpadas”, explicou Gilson José dos Santos, chefe da Divisão de Iluminação Pública. “O número de atendimento ultrapassa a faixa de 95%”, concluiu.

Vandalismo – Apesar do alto índice de aprovação do serviço, a depredação de equipamentos impede o atendimento pleno da demanda. Segundo Samek, somente neste ano, foram substituídas mais de 600 lâmpadas e171 luminárias, devido à ação de vândalos.

“As áreas mais vulneráveis ficam na região do Cidade Nova, Jardim Jupira e Portal da Foz. O Marco das Três também tem problemas com o vandalismo. As reclamações são frequentes”, disse o diretor. “Os delinqüentes quebram lâmpadas, roubam cabos e luminárias, mesmo com o reforço de segurança, no ponto turístico”.

Ele cita como exemplo a Praça Vasco da Gama, no bairro São João. A área de lazer era uma reivindicação antiga dos moradores. O local foi totalmente iluminado. Hoje, em menos de um ano, dos equipamentos colocados restaram apenas alguns postes danificados. “Perde a administração, perde a cidade e principalmente o contribuinte”, lamentou o diretor.

Investimentos – A previsão para 2014 é bastante otimista, segundo o pessoal do departamento. O projeto para extensão de rede, que irá atender locais ainda não contemplados por iluminação pública, está em fase de licitação. A previsão é que seja executado no início de 2014. As áreas beneficiadas serão as Regiões de Três lagoas, Centro e Morumbi. Entre estas constam a Avenida João Paulo II e Estrada do Semeador.

“O recurso, para extensão de rede, R$ 769 mil. já está aqui, e aguardando o processo licitatório. Também serão feitas novas conversões de lâmpadas. Neste ano foram trocadas 776 lâmpadas para potência de 100 watts, em diversos bairros da cidade. Sempre que é possível, estamos promovendo as trocas”.

O diretor informou, ainda, que o iguaçuense com problema de iluminação no seu bairro, deve ligar para os telefones 3521-1710 ou 1709, mesmo durante o recesso ou férias coletivas. Manteremos servidores de plantão, para atender o contribuinte”, finalizou Samek.

Share