por 17:04 Sem categoria

NOS 20 ANOS DA QUEDA DO MURO DE BERLIM, PALESTINOS DERRUBAM MURO DE ISRAEL

Ativistas palestinos e de outros países desligaram partes do Muro da Israel em protesto devido o 20° aniversário da queda do Muro de Berlin. Na cidade de Qalandiya, no ocupado West Bank, um grupo de ativistas mascarados usando um caminhão derrubou um bloco de concreto de dois metros antes que as forças de segurança de Israel os confrontarem com bombas de gás lacrimogêneo.

Muitos dos cerca de 50 protestantes atravessaram buracos que fizeram no muro, hasteando a bandeira palestina e jogando pneus em chamas para o outro. Protestantes estavam vestindo camisas com o texto “Jerusalém nós estamos indo” ("Jerusalem we are coming"), que foi usado como slogan do protesto.

Abdullah Abu Rahma, líder da Campanha Popular para Combater o Muro (People’s Campaign to Fight the Wall), disse: "Hoje estamos comemorando 20 anos desde à queda do Muro de Berlin.” "Isso é o início de atividades, que nós faremos para expressar nossa posição sobre nossa terra e a nossa recusa a esse muro, muro da tortura, muro da humilhação."

LEIA MAIS

por 17:02 Sem categoria

NOS 20 ANOS DA QUEDA DO MURO DE BERLIM, PALESTINOS DERRUBAM MURO DE ISRAEL

NOS 20 ANOS DA QUEDA DO MURO DE BERLIM, PALESTINOS DERRUBAM MURO DE ISRAEL

Ativistas palestinos e de outros países desligaram partes do Muro da Israel em protesto devido o 20° aniversário da queda do Muro de Berlin. Na cidade de Qalandiya, no ocupado West Bank, um grupo de ativistas mascarados usando um caminhão derrubou um bloco de concreto de dois metros antes que as forças de segurança de Israel os confrontarem com bombas de gás lacrimogêneo.

Muitos dos cerca de 50 protestantes atravessaram buracos que fizeram no muro, hasteando a bandeira palestina e jogando pneus em chamas para o outro. Protestantes estavam vestindo camisas com o texto “Jerusalém nós estamos indo” ("Jerusalem we are coming"), que foi usado como slogan do protesto.

Abdullah Abu Rahma, líder da Campanha Popular para Combater o Muro (People’s Campaign to Fight the Wall), disse: "Hoje estamos comemorando 20 anos desde à queda do Muro de Berlin.” "Isso é o início de atividades, que nós faremos para expressar nossa posição sobre nossa terra e a nossa recusa a esse muro, muro da tortura, muro da humilhação."

Ativistas prometeram fazer uma semana de protestos nos territórios palestinos e ao redor do mundo, e também para requerer a libertação dos ativistas anti-muros que estão presos. Na última sexta-feira, jovens palestinos quase derrubaram um segmento inteiro do muro usando um carro no West Bank da vila de Nilin.

Protestos constantes
Protestantes anti muro começaram a fazer protestos regulares na vila de Nilin e na vila próxima, a de Bilin, onde ativistas palestinos, israelenses e estrangeiros são combatidos com bombas de gás lacrimogêneos e balas de borracha atirados pelas tropas israelenses. Israel começou a construir essa barreira, constituída de cercas e muros em 2002, alegando questões de segurança.

O muro vai até oito metros de altura, duas vezes maior do que era o Muro de Berlin. Fontes palestinas anteciparam que a extensão será maior que 750 km quando terminada, quatro vezes mais longa que a do Muro de Berlin.

Palestinos dizem que o muro como está sendo construído, anexa territórios que poderiam ser incluídas num futuro estado palestino. A Corte Internacional de Justiça, em uma decisão não vinculada em 2004, disse que a construção da barreira de Israel era ilegal e deveria ser derrubada porque entrou em território ocupado.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com