por 11:43 Sem categoria

Gil Guerra será o próximo presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar)

Gil Guerra será o próximo presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar)

Apoiado pela chapa “Amapar Forte”, o juiz de Direito conquistou 65% da preferência da magistratura do Estado

Após duas gestões presididas por desembargadores, Paulo Vasconcelos e Miguel Kfouri Neto, a Amapar terá novamente um juiz de Direito como mandatário. No dia 10 de dezembro, após intensa movimentação durante todo o dia na sede administrativa da Amapar, Gil Francisco Xavier Fernandes Guerra, representante da chapa “Amapar Forte”, conquistou a preferência dos magistrados paranaenses e será o novo presidente para o biênio 2010/2011.

A diferença de votos foi expressiva, com Gil obtendo 65% dos votos, 534, contra 35% de Paulo Roberto Vasconcelos, que somou 291 votos, apoiado pela chapa “Realizações e Valorização do Magistrado”. Os total de votos válidos foi 825, sendo 456 no interior do Estado e 369 na Capital.

Durante a apuração, realizada pela comissão eleitoral, a tensão tomou conta dos magistrados presentes no auditório do 10º andar do TJ, prédio antigo, com representantes das duas chapas acompanhando a contagem.

Os primeiros votos computados foram do Interior do Paraná, que chegaram pelo correio, durante os dias que antecederam a eleição. O primeiro resultado parcial, antes de serem apurados os votos da Capital, colocaram Gil bem a frente de Paulo, com 320 votos contra 136. Dos magistrados que votaram em Curitiba, no dia 10, o vencedor obteve 214 contra 155.

Sobre o interesse em concorrer e administrar a Amapar, Gil prioriza os ideais do associativismo na entidade, além da coletividade que despertou na oportunidade com a candidatura.

“ Participo de um grupo, essencialmente aberto, que há muitos anos vem atuando no espaço associativo, desde que um grupo de juízes de primeiro grau ousou ir além, sonhando e materializando uma proposta nova, transformando a Amapar num órgão que além de agremiar os magistrados no entorno de questões sociais e culturais, passou a ser a voz e o braço forte da Magistratura do Paraná, ou seja, um órgão de representação efetiva, de ação política institucional. Foi apenas uma questão de oportunidade, ou seja, nesta quadra dos acontecimentos eu não tinha impedimentos pessoais e pude reunir o apoio de todos os nomes que, espontaneamente, foram referidos no grupo. O importante é que, definida a candidatura, contamos com o apoio de todos”, destacou. Gil Guerra, que assume a Amapar no dia 1º de fevereiro de 2010.

Fechar