0 Shares 291 Views

Organização Mundial da Família busca expandir ações na América do Sul

28 de fevereiro de 2019
291 Views

A ex-governadora Cida Borghetti reuniu-se nesta quarta-feira (27), em Curitiba, com a presidente da Organização Mundial da Família (OMF), Deisi Kusztra, para definir uma agenda humanitária pela América do Sul. Cida, que foi escolhida como Embaixadora da organização, percorrerá países sul-americanos para apresentar os projetos para área de primeira infância e prevenção à saúde.

A agenda inclui visitas à comunidades subdesenvolvidas, encontros com autoridades politicas e debates socioeconômicos. “Estamos planejando uma série de encontros para levar os projetos que já deram certo no Brasil e em outros países aos nossos vizinhos da América do Sul”, explicou Cida.

Cúpula mundial – Cida Borghetti também participará da Cúpula Mundial da OMF que acontecerá em Maio, em Lisboa, Portugal. O evento reúne entidades e representantes de todos os continentes para debater ações de atenção, proteção e desenvolvimento das famílias mais carentes. A última edição da cúpula ocorreu em Genebra, em 2017, na ocasião a ex-governadora foi eleita embaixadora por unanimidade de votos.

Sobre a OMF- A WFO (sigla no inglês para World Family Organization) foi fundada em 1947, em Paris. Naquele ano aconteceu o primeiro Congresso Mundial da Família e a organização foi oficializada pelos delegados de 27 nações representantes das Nações Unidas. O objetivo era dar suporte às famílias separadas pela II Guerra Mundial. Em 1997, nos 50 anos da instituição, foi eleita a primeira executiva brasileira, em Foz do Iguaçu.

Hoje a WFO é presidida pela paranaense Deisi Kusztra. A exucutiva é formada por representantes do Brasil, Portugal, Canadá, Jordânia e Zâmbia. A WFO é uma organização vinculada às Nações Unidas com poder consultivo.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.