0 Shares 310 Views

Romanelli defende ampliação de linhas de crédito para agricultura do Paraná

13 de fevereiro de 2019
310 Views

 

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) voltou a defender nesta quarta-feira, 13, a ampliação de linhas de créditos – que podem atingir R$ 7 bilhões – do governo federal para atender o setor produtivo da agropecuária paranaense. A reivindicação dos produtores rurais foi entregue em carta à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. “Os créditos são de recursos suplementares para linhas de investimento contempladas pelo Plano Agrícola e Pecuário da safra 2018/19 e que encerram no dia 30 de junho”, disse Romamelli.

“Conforme aponta a Ocepar e a Faep, a agropecuária é um dos principais sustentáculos da economia brasileira, deu equilíbrio a nossa balança comercial, estancou a inflação e ainda proporciona milhares de empregos no campo e na cidade. E em função do crescimento do setor e do esgotamento de várias linhas de créditos no sistema bancário, a demanda dos produtores rurais pode ser atendidas através das linhas de financiamento do BNDES”, completa Romanelli.

O documento – assinado pela Ocepar, Faep e Secretaria Estadual de Agricultura – pontua em quais programas os recursos estão alocados: Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (R$ 200 milhões), Modernização da Agricultura e Conservação de Recursos Naturais (R$ 500 milhões), Construção e Ampliação de Armazéns (R$ 500 milhões), Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor (R$ 800 milhões), Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (R$ 500 milhões), Modernização da Frota de Tratores Agrícolas, Implementos Associados e Colheitadeiras (R$ 3 bilhões), Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (R$ 1 bilhão) e Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (R$ 500 milhões).

Crédito rural – Ainda no documento entregue à ministra da Agricultura, os representantes dos produtores rurais afirmam em 2018, o setor agropecuário liderou a retomada da economia do país, atingindo R$ 569,8 bilhões como valor bruto de produção e a marca de US$ 101,7 bilhões em exportações. “Somente a produção de grãos atingiu a marca de 227,8 milhões de toneladas, contribuindo para a redução dos índices de de inflação no país”, diz trecho da carta assinada pelo presidente da Ocepar, José Roberto Ricker, pelo presidente da Faep, Agide Meneguette e pelo secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara.

“Um reflexo do aumento da produção é a elevação do nível de investimentos no setor, movimentando a economia por meio da geração de postos de trabalho, da melhoria da eficiência nos processos produtivos e incremento da produtividade”, adianta a nota

Segundo ainda a Ocepar e Fiep, a contratação de crédito rural alcançou R$ 87,9 bilhões durante julho a dezembro de 2018, um aumento de 14% em relação a safra anterior do mesmo período. “Também houve aumento de aplicação em todas finalidades do crédito. No custeio, o aumento foi de 15%, a industrialização cresceu 6%, a comercialização 1% e os investimentos em 28%”.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.